Badboy of' Mine - Capítulo 12

| | |

- Prometo que vou te fazer esquecer


SeuNome P.O.V's

Olhei-o no mesmo segundo que não tinha reação nenhuma e apenas esperava alguma minha. Uma descarga de adrenalina foi produzida em mim rapidamente -exatamente como na maioria das situações nos últimos dias- enquanto caminhava passos que pareciam pesados em direção ao quarto em que Zayn dormiu na ultima noite, a porta estava encostada e as vozes misturadas cada vez mais altas soando nos meus ouvidos como algo que eu estava temendo ver com os meus próprios olhos, a cada passo tinha mais certeza a clareza de uma das vozes ser de David, meu coração se apertou acreditando que ele estava vivo e me perguntando como ele havia chegado ali, foi na hora em que parei na frente da porta e a empurrei tendo a imediata visão de...nada. Não haviam pessoas ali, não havia David ali, minha atenção foi tomada por um notebook aberto no escuro em cima da cama desarrumada, o som alto na qual eu ouvia a poucos segundos vinha dele na qual em sua tela passava algum tipo de vídeo pornô, me aproximei certamente meio decepcionada por não ter encontrado David mas então percebi seu rosto, em meio a alguns gritos e gemidos na gravação.

"Vai cara, come essas gostosas com força." -uma voz masculina dizia ao fundo sem aparecer na câmera. "Vai mesmo pedir ela em namoro amanhã, tá louco?"-ria balançando a câmera de um lado para outro filmando o quarto de David bagunçado com a luz acesa. Era como se estivessem em clima de fim de festa assim como a bagunça de garrafas do lugar. "Vou, vou sim cara". "Então isso vai ser como uma despedida de solteiro!"-ria alto o outro cara. "Dá um oizinho aqui pro titio, gatinha."-a garota loura que subia no colo de David sorria e mandava beijo para câmera. A morena estava ao lado dele, beijando sua boca como se fosse arranca-la com a sua. Meu sangue fervia em minhas veias, eu tinha um milhão de perguntas ao mesmo tempo que queria tacar aquele notebook na parede mas ainda sim não conseguia parar de ver. A forma como as garotas livravam-se das roupas e estavam transando com David enquanto ele ria entre os gemidos me deixava enjoada. "Ahm...isso é bom de ver, bate nelas David, mostra quem manda"-ria a voz bêbada de trás da câmera. David obedecia se aproveitando das vagabundas que estavam adorando, eu queria vomitar. "Espera aí, você está filmando?"-David olhou com cara de interrogação para a câmera, afastando-se da bunda da garota ao se levantar. "Filho da puta, me dá essa câmera!"-o cara ria e saía correndo, segurando a câmera de qualquer jeito filmando as próprias pernas enquanto corria, logo a gravação ficou apenas em chiados e o vídeo terminou.

Virei para trás e Zayn estava ali, ele estava sério, apenas encarando-me com sua forma calada de ser. Mas eu sabia em tinha muita coisa em seus olhos. Contive a vontade de chorar de início. As perguntas eram tantas que eu simplesmente não sabia o que falar primeiro. Engoli em seco.

Eu: Onde foi que conseguiu isso?-ouvi minha voz trêmula. Senti-me mal. -Responda!
Zayn: Enviaram para o meu e-mail. O amigo do David mandou para todos da lista de contato dele. -agora sim eu não me contive. E ainda sim, ele era a única pessoa ali que eu tinha para conversar, ou esbravejar, tanto faz. -Não era pra você ver isso. -disse ainda sim soando grosseiro.
Eu: É obvio, o idiota que fez isso é claro que não achou QUE EU, A NAMORADA DELE FOSSE VER. -tentei me acalmar mas estava me sentindo fora de mim novamente. -Ham...-andei de um lado para outro na frente da cama, com a mão na cabeça. Então a mídia do computador começou a repetir o vídeo e eu apenas me vi descontrolada, saltando na cama e agarrando o mesmo com um grito misturando de desespero e angustia, atirei-o contra a parede esbravejando.
Zayn: FILHA DA PUTA! Você quebrou o meu computador!-rosnou ao ver a máquina em pedaços no chão mas nem dei ouvidos.
Eu: Não acredito! Não acredito que eu estava preocupada com esse desgraçado o tempo inteiro, que mal dormi pensando e rezando para que alguém tivesse o ajudado, que estivesse bem e vivo, como fui trouxa de achar que ele me amasse e que realmente quisesse alguma coisa comigo, que acreditei naquelas mentiras todos os dias dos últimos meses, que fiquei nesse lugar infernal só para vê-lo feliz, que o perdoei por ele ter me apostado num jogo idiota! -sentia minha face arder, assim como todo meu corpo. -Não acredito que agora pouco senti um remorso maior que esse mundo por ter cedido ao seu beijo, não acredito! Filho da puta, cachorro, traidor!-disse alto chutando um móvel.
Zayn: Ah meu Deus, que porra agora vou ter que comprar um novo!-me empurrou se agachando ao lado dos pedaços. Não acreditava que esse babaca se importava mais com essa merda do que com o que eu estava sentindo. Ou melhor, acreditava sim.

Foi nessa hora em que um barulho irritante de telefone tocando começou. Zayn passou por mim indo até a sala atender. Me aguachei no chão ao lado dos pedaços com a mão na cabeça, tentando fazê-la parar de rodar enquanto ouvia Zayn provavelmente conversar descontraidamente com um daqueles marginais que ele chama de amigos, "Sei lá, olha a hora!", ele dizia, "Te encontro depois, as coisas estão estranhas aqui...não, não! Tá maluco? Esse desgraçado do cacete, daqui a pouco eu vou virar é assassino! Não, não...É obvio, você é imbecil ou está fumando do estoque?..."  eu só queria mais uma vez, estar em casa. Para poder chorar de uma vez tudo que eu tinha para chorar na minha cama confortável com meus bichos de pelúcia na parede e com um pote de sorvete enquanto via um filme clichê de romance como qualquer adolescente após passar por isso. E é aí que eu voltava a pensar, e com isso relembrar sem parar. Com certeza David me traiu com a Madison daquela vez que encontrei a roupa dela no quarto dele. Eu estava tão cega de acreditar nele, em cada palavra sua, naqueles votos idiotas e de qualquer forma naquela noite antes da boate quando ele me olhou da porta esperando-me eu já sabia que ia doer demais depois ter acreditado. Por que é que tinha que ser desse jeito?
Eu só sabia que me sentia horrível, como se algo pesado dentro de mim tivesse sendo destruído por aço. Logo que Zayn terminou a ligação voltou para o quarto, dando uma boa olhada na bagunça ao redor e em mim agachada no chão ao lado dos pedaços de seu notebook.

Eu: Olha, eu não quis fazer isso e...
Zayn: Tá me pedindo desculpas? Porque todas as câmeras de segurança desse prédio estavam ligadas a esse computador -isso me fez pensar no quanto ele tinha medo de ser encontrado-, tinham informações que você não devia nem sonhar, arquivos confidenciais e perfis de criminosos da pesada, endereços, e agora viraram migalhas por causa do seu draminha. -bufou-Tanto faz, foda-se. -eu ainda estava meio chocada.
Eu: Sei que não vai ser a mesma coisa mas eu te compro outro...se me levar para cas...
Zayn: Cacete, já falei que NÃO! Você tem algum problema mental?-começou a procurar algo pela cama, revirando os cobertores e as gavetas do criado-mudo ao lado. -Acontece que eu vou sair agora, os últimos dias foram bem estressantes e hoje finalmente fiz algo grande para o "meu currículo" de mal caráter, como você chama, e agora tenho uma comemoração cheia de vadias, bebidas e drogas para fazer, então se não se importa, não toque em nada, pode ficar aí chorando e fazendo drama até morrer seca mas...
Eu: Fazendo drama?-ouvi minha voz soar trêmula- Você tá brincando comigo? Olha onde eu estou Zayn! Numa cidade do pecado e meu namorado caiu de joelhos sangrando na minha frente, presenciei uma perseguição, uma provável venda de drogas, traí meu namorado beijando você e ainda acabei vendo um vídeo pornô dele com outras garotas! Eu sou só uma estudante de fotografia, isso não devia estar acontecendo comigo, as coisas deviam sair como eu planejei! -ele me olhava com um olhar profundo mesmo que de longe- Nem quero saber quando foi que você recebeu isso, você nunca ia me contar mesmo e sabe por que? Porque você não se importa com nada a não ser com si mesmo, não se importa com os sentimentos das pessoas e se elas estão se machucando ou quebradas por dentro. Não sabe o quanto dói saber disso.
Zayn: Estava tudo bagunçado na minha cabeça, eu não tinha a obrigação de te mostrar nada! -bufou- Era seu problema com o David.

Me encarou feio como se eu tivesse medo dele. E então saiu do quarto indo para o banheiro e batendo a porta, pela luz acesa que vazava por debaixo da porta, ele ia ficar ali, logo ouvi o barulho do chuveiro.
Encostei minha cabeça na beira da cama revirada apoiando-me nela e deixando minhas pernas de lado. As lágrimas desciam sucessivamente pela minha face transtornada. Eu devia parar de pensar tanto nele. O problema eram aquelas lembranças, de quando eu não parava em casa e me dava tão bem com seus pais e as meninas...

Flashback on-

David: Amor, você devia parar de ser tão teimosa. A churrasqueira lá ia ficar demais. -antes que eu pudesse negar pela milésima vez por causa do espaço, Safaa entrou correndo na cozinha vindo me abraçar. -Dav, você não disse que a SeuApelido estava aqui!-a apertei forte.
Eu: Tudo bem, princesinha?
Safaa: Sim! Olha só, eu desenhei você!-levantou uma folha rabiscada com giz de cera de várias cores, eu fiquei dando uma olhada e então ri.
Eu: Essa sou eu? Meus cabelos não são tão bonitos assim!
Safaa: Eu fiz uma câmera na sua mão porque você está sempre tirando fotos. -sorriu mostrando sua fileira de dentes que ainda estavam crescendo. -Essa é a Maddie, ela está brava porque você trocou ela pelo Dav. -ele riu.
Eu: E o que são essas coisas?-apontei e ela me olhou indignada.
Safaa: São os limões da Maddie. -David teve um ataque de risos.
David: Ela falou que ia por silicone numa tarde dessas perto da Safaa e ela não sabia o que era, então falei que eram limões falsos para as meninas ficarem mais bonitas. -explicou- Mas você não precisa disso Safaa, você já é naturalmente bonita. -ela riu.
Safaa: Tá, shh! Aqui são os bebês de vocês e essa sou eu, a Waliyha, Doniya e o papai e a mamãe. -eu sorri pegando seu desenho e ela aproveitou-se para puxar a fornada de biscoitos de cima da mesa e sair correndo antes mesmo que eu pudesse agradecer. Lá estava David rindo de mim de novo.
Eu: Haha. -forcei uma risada- Ela é igualzinha você.
David: Ainda bem. -me segurou dando-me um selinho. -Agora que não temos os biscoitos, vai ter que ser só a pipoca e os refrigerantes. -Eu sorri o ajudando a pegas os copos. Fomos para o sofá ver um filme no Netflix e David ficou me fazendo carinho, dando pipoca na minha boca e sussurrando de vez em quando.
David: Amo ter você aqui comigo, sabe disso né?-disse entre um beijo, eu assenti.
XXX: Que coisa mais chata, dá licença. -Zayn entrou na sala interrompendo o meu beijo, queria matá-lo por isso. -Esse filme é uma merda, me dá isso aqui. Ei Joe, vem jogar cara!- gritou despreocupadamente.

Pelos dias em que fiquei ali soube que Joe era o namorado da Doniya, ele estava com ela em algum lugar da casa enquanto as meninas passavam uns dias ali. Zayn estava de castigo em casa e por isso revoltado com todo mundo, mesmo que a mãe dele quase não conseguisse mantê-lo dentro de casa, e pelo que eu sei já tinha arrumado briga com o tal de Joe porque entrou no estúdio dele. Mas desde que ele tentou me agarrar naquele mesmo lugar eu tinha ido menos vezes para a casa dos Malik. Não era por medo nem nada, mas eu só não queria ficar convivendo com esse marginal enquanto ele estivesse ali.
O garoto de mais ou menos uns dezessete anos apareceu de mãos dadas com a Doniya com cara de interrogação.

Zayn: Vamos jogar, cara. -apertou o botão para ligar o vídeo game e o garoto deu de ombros sentando-se ao lado dele e pegando o controle. O que fazia eu me perguntar se eles estavam se dando bem agora.
Doniya: Espera, Zayn, você odeia o Joe.
Zayn: Eu? Claro que não o cara é legal. -ele estava sendo legal hoje porque? Zayn me olhou diferente e depois voltou a tela, iniciando o jogo.
David: Espera aí droga, nós estávamos assistindo ao filme!
Zayn: Vão para outro lugar, sei lá. Eu quero jogar na sala. -eu ri ironicamente, Doniya sentou no sofá do lado cruzando as pernas. Até ela estava estranhando Zayn estar ali sem destratar ninguém. Esse cara era doente, bipolar. Uma hora estava quieto na dele, apenas presenciava as situações sem falar nada provavelmente para evitar brigas, outra hora ficava implicando com todos, xingando, e botando uma pessoa conta a outra, outra hora ficava na dele dias naquele estúdio fazendo pichações, a cabeça de ninguém merece isso.
Untitled
Joe: Seu pilantra, você vai ganhar. Mal começou!
Zayn: Garoto, eu sou fera nesse jogo. -riu. -Merda olha a passagem ali no lado esquerdo! 
Joe: Deixa eu jogar, para de falar!-riu.
Zayn: Joga que nem a minha vó, quem te ensinou hein? Merda olha é o outro lado, vira ali. Tem que matar esses dragões antes de passar. 
Joe: Eu sei o que eu estou fazendo Malik! 
Zayn: Ahh meu Deus eu sou muito foda!-os garotos riam. David revirou os olhos me colocando mais em seu colo e beijando minha cabeça. A porta da frente se abriu e a dona Trisha entrou com sacolas de mercado nas mãos, sorrindo ao perceber que a casa estava em paz. 
Trisha: Olá meninos, oi SeuNome. 
Eu: Oi sogrinha. -sorri e ela atravessou a sala nos olhando. 
Trisha: Que bom que vocês estão bem, você e o Joe podem ficar para jantar, vou começar a preparar agora. 
Joe: Valeu!-disse sem tirar os olhos da tela. 
Trisha: É ótimo ver que está tudo bem de verdade...ahm, que está se dando bem com o meu filho. -David sorriu. -É uma garota direita, adoramos você. 
Eu: Muito obrigada, também adoro vocês!
Trisha: Ahm, David, vem cá um minutinho que eu quero falar com você. 
David: Pode falar na frente de todos e da SeuNome mãe. -ela hesitou- Pode falar, a SeuNome é da família. 
Trisha: Todos aqui são grandinho e podem ouvir, ok, sabem que é bom sempre se prevenir e...vocês estão usando camisinha?-quase todos ali começaram a rir. 
Zayn: Eu e a SeuNome usamos sim mãe, ela adora de uva e menta igual o meu cigarro. Principalmente de menta né gata?
Eu: Ah seu idiota, cala essa boca!-disse boquiaberta. 
Zayn: Opa, desculpa, era segredo né amor. -Donyia e o namorado riram e David deu um tapa em Zayn. 
David: Mais respeito com a minha namorada por favor.
Trisha: Seus imaturos, isso vale para vocês dois também mocinha. -riu e sumiu para a cozinha. Tirando o comentário desagradável de Zayn, estava tudo em paz e agradável até. David se levantou me puxando junto e fomos para outro cômodo nos beijar.

Flashback off-

Eu me odiava por estar chorando intensamente demais por alguém que não merecia uma lágrima minha sequer. Eu entendi que o meu coração parecia ter sido arrancado a força de dentro de mim, é isso que acontece quando se é inexperiente e se entrega de vez num amor incerto, é isso que acontece quando você ama, você se fode. Se eu trancasse tudo isso dentro de mim, seria pior. Então continuei ali, pelo menos tentando esvaziar meus pensamentos. Depois de quase uns quarenta minutos Zayn saiu vestido do banheiro, eu não podia negar que sempre achei que ele tinha muito estilo mesmo com aquele ar de "não ligo nem pra mim mesmo", de qualquer jeito ele sabia se vestir. Seu topete estava penteado para baixo fazendo uma certa sombra sobre os seus olhos. Eu lhe olhei provavelmente com os olhos vermelhos e fechei as pálpebras lentamente tentando descansa-las ignorando sua presença.

Zayn: O "Yes" é para as vadias. Todas elas. -mordeu os lábios ao falar da camiseta. -Já parou de chorar? -perguntou cínico. Pelo barulho abriu as gavetas outra vez e então abri os olhos.
Eu: Você demora mais pra se arrumar do que uma garota. -ele forçou uma risada.
Zayn: Mesmo com essa depressão aí você ainda quer dar uma de engraçadinha. -o encarei feio. -Não me olha assim, não tenho medo de você.
Eu: E nem eu de você. -ele foi para a sala e eu suspirei. Então voltou com algo nas mãos que eu fiquei feliz em ver. Zayn jogou pra mim minha bolsa preta na qual a última vez que a vi foi no hotel.
Zayn: Peguei enquanto os caras seguravam você, achei que fosse precisar ou sei lá. Esqueci de entregar. -respondeu antes que eu pudesse perguntar. -Levanta daí e para de chorar.
Eu: Quem vai me obrigar, você?
Zayn: Olha que eu obrigo.
Eu: Já falei que você não me assusta. Vai ter que chamar mais alguém. -ele bufou e andou até mim, me puxando do chão com os dois braços levantando-me e me encarando.
Zayn: Não vou deixar você aqui sozinha nesse apartamento cheio de janelas e portas na qual você pode achar uma saída. Você vem.
Eu: Só saio daqui se for para voltar a San Diego.
Zayn: Não viaja, esse papo já acabou. -o telefone dele começou a tocar, ignorou por alguns segundos e então seu celular começou também. -Você tem roupas?
Eu: Isso não importa, eu não vou a lugar nenhum, e você sabe. Eu estava sendo traída e isso não é drama. Uma garota comum não aguenta tanta coisa assim em tão pouco tempo, só quero ficar quieta em um canto. -Zayn desligou o celular mesmo que o telefone continuasse tocando da sala. Era muito irritante. -DÁ UM JEITO NISSO POR FAVOR!- Ele chutou a porta que bateu abafando o barulho lá de fora. Se sentou numa ponta da cama e começou a colocar um Vans.
Zayn: Que história é essa? Você não é comum. -ri. O que ele estava querendo dizer com isso? Odiava quando acontecia essas coisas e rolava esses climas de alguns segundos. O silencio triunfava. -Você vai.
Eu: Me deixa aqui.
Zayn: Olha mano, vê se acorda!  -terminou de por o tênis e se levantou. -Está brava porque um imbecil partiu o seu coração? Vocês garotas são muito complicadas, que porra! Não importa onde ele está agora, mostre que não te merece. Que se foda tudo, já chorou muito, saia um pouco e eu posso te dar essa noite algo bem melhor do que ficar encostada no chão chorando sobre algo que não vai mudar. Eu posso te dar diversão. -me encarou com um sorrisinho.
Eu: E-eu não quero o seu tipo de diversão. -disse sentindo-me controversa.
Zayn: Eu sei que não confia em mim. E nem deveria mesmo. -seu olhar era maldoso, ao mesmo tempo que angelical. -Mas seja lá quem eu seja, que você seja, prometo que vou te fazer esquecer. Vem comigo, vem. Não vai saber se não tentar.

O avaliei com olhos semicerrados antes de finalmente conseguir concordar.

Eu: É. -engoli em seco já sentindo meus olhos doloridos. -Acho que preciso de álcool.
Zayn: Ok. -respondeu e eu fiquei evidentemente surpresa. -Vou te deixar beber o quanto quiser, se soltar e esquecer esse babaca, mas não me responsabilizo pelas suas atitudes para com a minha pessoa e o que a minha pessoa pode fazer pra se aproveitar da sua pessoa. -normalmente eu responderia com um insulto, mas estava tão amargurada que esse comentário me fez rir. -Porque você sabe que eu vou beber junto.
Eu: Fechado.

CONTINUA...


19 comentários:

  1. Nossa, maninha. Dessa vez você se superou. Valeu a pena esperar tanto para um capítulo sambista desse. Novamente, parabéns pelo seu talento maravilhoso, esse dom que você tem é incrível! O Zayn tá foda, a SN é muito forte, foda e fofa. O David é um filho da puta por ter traído ela e a Maddie é uma sem vergonha. A Safaa tão ooonnnwwnt no flash back e a Trisha tb kkkk, meu Deus. Como vc sabe, eu ri muuuuuito mesmo. Você é incrível! Continua, eu te amo minha Sammy <3
    XXx Dean do seu Sammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aww vlw amr! Que isso, vc também tem Debs, olha só o seu fic cara! Samba no meu QUE VC SABE, EXU.
      Que bom que você gosta dos personagens, espero que goste dos novos!
      Obrigada por tudo. Tb te amo, pode deixar <33

      Excluir
  2. AAAAAAAA QUE PERFEITO! Você escreve muito bem! parabéns,eu estou amando,mds mds mds David FDP! Maddie nem se fala ¬¬ e ta perfeito continue logo!!!!!!!!!!!!!!! oh god sou sua fã S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada princesa! Fico muito feliz, de verdade.
      Kkk psé! Fdp mesmo.
      Aww eu tenho fãs hehe, vou continuar sim!
      xxxx

      Excluir
  3. Continua logo ta pfct * - * <3

    ResponderExcluir
  4. Ta pfct essa fic *-*
    Mas nn demora néh pfvr
    Bj :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Que bom que vc gosta amr, vou fazer o possível!
      xxxx

      Excluir
  5. Continuaaaa !! por favor fofa !!!

    Ass: Silvia

    ResponderExcluir
  6. OMG! Cooontinua essa perfeição <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou sim linda, deixa comigo vou caprichar pra vocês.
      xxxx

      Excluir
  7. Uau que proposta em Zayn a eu ia kkk
    continua please muito perfeito
    xoxo Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk né.
      Muito obrigada amor, vou continuar sim! Fico feliz.
      xxxxx

      Excluir
  8. Amei , perfeita suas fics ♥ Ta na hora de escrever um livro , tu tem futuro , amo suas fics Lizzy são muito perfeitas .

    ResponderExcluir
  9. Bom, aqui vai meu cometário divonico, destaque, responda, me mande flores e tudo mais! Pra começa, primeiro se eu a SeuNome eu faria o mesmo, sei la cara, choraria, quebraria as coisas e ia ficar relembrando de tudo. E drama? é o cacete! Isso não é drama pelo q ela ta passando, ta maravilhoso! Eu aceitava o covite do Zayn, eu tipo esquecia de tudo kkkk

    A parte do video do David mdsssss foi muitooo tensa, nossa que muleque louco vei, fazer isso com a SeuNome um dia antes de pedir ela em namoro! E o fdp do amigo dele ainda filmar! Amei, doí as unhas aqui.

    Amei demais o flahback, nem parecia que eu(SeuNome) ia se fuder viu kkk, mas o Zayn respondendo pra mãe dele (adoro), ameeeeeeeeei!
    Mas e o hot? EU QUERO HOT! AMO HOT ! HOT É LIFE! eu sou uma boa girl, num penso nessas coisa, tudo culpa sua que me iludiu com outros fanfics e partes hot então please eu quero hot no proximo, ou um quase hot sei la ,de seus pulo e faça o que eu to mandando dona Lizzy.

    E agora? Eu consigo sentir os seus capítulos, é perfeito cara! E esse suspense do final que acaba com meu S2?
    Vamos ao meu lado critico: ñ teve quase q erro nnhum, acho q vi um só hehe, parabéns gostosa.
    os personagens tão evoluindo e tals, ta ficando otimo amora
    bom, é isso, continue logooooooooooo!
    bom, é isso q deu pra hoje
    ti lovo , e tu me lova tambem! Amo suas fanfic pra mim tu é uma deusa grega pra fazer essas maravilhas, n entro em nenhum outro blog só pra entrar nesse. Tudo de bom ta aqui. Bjãoooo
    xxGabii

    ResponderExcluir
  10. Oiie gostaria de saber se posso divulgar meu blog... Beejs

    ResponderExcluir