Badboy of' Mine - Capítulo 9

| | |

- Fuga em alta velocidade


SeuNome P.O.V's

Eu olhei para onde David olhava preocupado. Na verdade mais que preocupado, realmente abalado, como se estivesse vendo um fantasma. Eu semicerrei os olhos para tentar enxergar e logo vi o motivo de sua hesitação. Na porta dourada, pela qual muitas pessoas entravam e saíam, haviam nitidamente em especial uma figura extremamente idêntica á Zayn. Por suas vestimentas visivelmente mais coladas em baixo e uma blusa grafite que as mangas acabavam até uma parte de seu braço onde começavam um monte de tatuagens juntas e confusas, fora a cabeça erguida e a expressão de "não se meta comigo" ou "vou acabar com você". Mas e daí? Tudo bem que eu fiquei aborrecida por estar me divertindo tanto e a presença dele mesmo de longe estragar isso, mas nós sabíamos que ele estava por aí e infelizmente talvez o encontrássemos de novo antes de ir embora. Mas mesmo que eu não estivesse tão surpresa, David agora parecia até meio aterrorizado. Ele abaixou a cabeça para me olhar e pegou rapidamente na minha mão, deixando de olhar para frente. Eu vi seu irmão nos apontar para os amigos que estavam atrás dele junto com mais dois caras que eu não conhecia e eram aparentemente mais velhos que todos eles, ao reconhecer de imediato, em seu rosto um sorriso debochado de sempre se formou. David me puxou dali deixando o carrinho para trás. Ele sussurrou "não se vire" enquanto andávamos de fininho e eu assenti assustada do porquê disso, até parece que não conhecíamos Zayn. Antes que puséssemos dar mais de cinco passos, eu senti David ao meu lado se virar. Quando fui ver, havia uma mão em seu ombro. Naquele momento eu não sabia se começava a ficar mais preocupada por ele ter nos reconhecido ou se agradecia por aquele ombro a ser abordado não tinha sido o meu.

- Ei. -resmungou com o mesmo tom áspero que eu lembrava claramente como num sonho nítido. -David.
David: Oi. Achei que não fosse jogar, mas que droga. O que está fazendo aqui? -Zayn riu.
Zayn: Eu trouxe sua namoradinha, lembra?
David: Estou falando no cassino, não em Vegas. 
Zayn: Ah, o mesmo que você. Eu vim me divertir porra. -um cara atrás dele riu. -Vocês vão jogar?-olhou para mim novamente, mas desviei meu rosto para baixo.
David: Nós já estávamos de saída.
Zayn: Ué, mas por quê? O carrinho de "doces" ainda está cheio, não vai querer jogar mesmo?
David: Com você, de jeito nenhum. -tentou se virar para me tirar dali. Eu via o quanto ele estava nervoso, mas perto do Zayn ele nunca ficava. Por que isso agora? O garoto lhe puxou rispidamente para trás pelo ombro e quando David se virou ele olhou-lhe em seus olhos com frieza.
Zayn: Não imbecil. Você vai jogar agora. -disse sério. Naquela hora era como se eu estivesse vendo um espelho, David e seu irmão mais novo olhando com a mesma cara de nojo um para o outro. Mas é claro, para mim era diferente, David nunca teria nem comparação com aquele garoto na qual eu odiava. Aquele que era o oposto, o outro lado da moeda, o sarcasmo desenfreado, os comentários maldosos, a safadeza personificada, o vicio em cigarros e a total falta de escrúpulos. A única qualidade que Zayn e o irmão compartilham são as características físicas. O formato do rosto, a barba, o sorriso, a altura...uma combinação praticamente fatal pra qualquer pessoa -especialmente pra mim -de que os dois eram dotados. E geralmente, eu tentava fingir que Zayn não se destacava com a sua genética privilegiada.

             Dois caras pegaram David pelos braços e lhe sentaram numa cadeira de uma das mesas menos lotadas. Eu estava indignada porque todo mundo ali continuava fazendo o que estavam fazendo, sem nem ao menos ver aquela situação. Não era possível que todos ali respeitasse aquilo, ou sequer vissem sem fazer nada. Ele não poderia mandar naquele lugar, poderia?
Eu me sentei ao lado de David e ele tentou sorrir para mim mas percebi que era apenas para me deixar calma, o que realmente não poderia funcionar.

David: Zayn...
Zayn: Faça a sua aposta. -David me olhou e soltou um suspiro me aliviando. Nós dois sabíamos que não podíamos brincar com Zayn de qualquer forma.
David: Okay, façamos assim: eu jogo com você a noite inteira se quiser para relembrarmos os velhos tempos de felicidade -disse com ironia-, mas a SeuNome vai subir para o quarto. -Zayn me olhou e pareceu hesitar por uns segundos, ele não ia querer que eu ficasse ali, ia?
Zayn: Tudo bem. -me olhava com pensamentos em mente- Vai embora, vadia. -David fechou os olhos enquanto eu levantava, será que era bom deixa-lo ali? Ele balançou a cabeça confirmando que eu devia ir. Ele me olhava como se dissesse: Vai, afinal, eu vou ficar bem aqui com meu irmão, um cara que aparentemente parece perigoso e cheio de segredos sobre Las Vegas.

Eu saí andando até o elevador de portas douradas, passando devagar pela multidão, olhando para trás umas três vezes antes de finalmente andar para dentro do elevador. Subi até o meu andar mesmo tendo que admitir que estava um pouco de medo de ficar sozinha, eu não conseguiria deitar na cama e não pensar que um daqueles caras mal encarados do Zayn iam subir para me pegar também. Assim que cheguei em na porta passei  cartão que David tinha me dado durante as horas em que jogamos. Entrei e tranquei a porta com o mesmo sistema, certifiquei que estava bem trancada e liguei a tv -o que fazia eu não me sentir sozinha-, e sentei na beira da cama pegando meu celular. Eu não sabia para quem ligar, só precisava de uma amiga...

Uma amiga.
Eu não podia contar com a Madison. Nós estávamos brigadas a bastante tempo e não seria eu a primeira a ligar e pedir para voltarmos a morar juntas. Eu não confiava mais nela.
Então liguei para outra pessoa que eu confiava, que sempre me ajudou.
Eu só queria falar com alguém. Então disquei, e após alguns segundos, ele atendeu. 

Rick: Oi SeuApelido. -disse fraco. Será que eu estava ligando tarde?
Eu: Achei que estivesse dormindo. -ainda sentia meu coração pulsar rápido. 
Rick: Eu só estava aqui vomitando de boa, sabe como é...Me diga, o que foi?
Eu: Pelo visto ainda está de ressaca. 
Rick: Não é isso. Estou tentando não engordar. 
Eu: Tá brincando? Não me diga que se preocupa com essas coisas. Eu nunca vi um gay com bulimia.
Rick: Estava brincando. -riu- Queria te assustar por estar me ligando tão tarde. Como foi o trabalho novo?-suspirei.
Eu: Olha, é uma longa história. Eu não fui trabalhar, mas nem sei como te explicar...Eu estou em Las Vegas! -ele riu duvidando. -É verdade! Mas isso não vem ao caso, acontece que eu te liguei porque queria conversar com alguém, estou meio preocupada com o Dav lá em baixo. -ele estava calado. -Rick, eu estou com medo, muito medo. 
Rick: Calma SeuNome, como assim? Você não é de ter medo de nada. Aconteceu alguma coisa muito séria?
Eu: Não estou com medo por mim, é pelo David. 
Rick: O que houve com ele?
Eu: O Zayn está aqui...em Las Vegas. -fez um barulho de indignação.. 
Rick: Tá, mas e daí?
Eu: Eu não sei! Nós praticamente convivemos com o Zayn. mas agora anoite quando o David viu ele no cassino agiu como se o irmão fosse um assassino, sei lá. Ele estava com medo de verdade, eu nunca o vi desse jeito. 
Rick: Calma amiga, respira fundo. -respiramos juntos. -Descansa vai, o seu namorado ia querer que você ficasse calma. Tenta dormir um pouco. -disse com uma voz de sono e assenti logo me despedindo e desligando o celular. Não devia ser nada demais e eu estava esquentando a cabeça por nada. Eu fui para trás encostando na cabeceira da cama. Fiquei olhando para a tv, em silencio. Estava tudo tenso demais, eu querendo ou não.
Eu: Fica bem SeuApelido, vai dar tudo certo. -eu sussurrei a mim mesma.

Eu deitei minha cabeça no travesseiro e fechei os olhos apenas ouvindo os ruídos da televisão.Tentei me tranquilizar e por alguns momentos eu conseguia. 

1 hora depois...

Na minha cabeça diversos barulhos começaram a ecoar, eu rapidamente abri meus olhos tentando me acostumar com a luz que havia sido acabado de ter sido ligada. Enquanto tentava me acostumar com ela, ouvi alguém gritar abafadamente de um jeito escandaloso, o que me fez sentar na cama. Na mesma hora um cara forte veio até mim me levantando com toda sua força. Eu gritei assustada enquanto ouvia uma voz que acabava de entrar no quarto. 

XXX: Andem, peguem logo ela. Já demoraram demais até.
-Solta ela! -berrou uma moça ali, logo vi que era a recepcionista que gritou e levou um tapa no rosto de Zayn enquanto era segurada por outro cara.
Zayn: SeuNome, o que eu falei a meses atrás ainda tá valendo. -olhou para mim e eu não estava entendendo nada, por que ele estava ali? Como tinha entrado? Na mesma hora esse pensamento me fez olhar para o chão e a porta estava derrubada. O cara que me segurava me pôs de pé, segurando-me pelos dois braços e me fazendo andar para fora do quarto enquanto eu gritava o nome de David. -Para de gritar porra. 
Eu: VAI A MERDA. -berrei enquanto os outros ainda seguravam a moça dentro do quarto para que ela não nos acompanhasse. Para onde Zayn estava querendo me levar. -CADÊ O DAVID?
Jack: Se depender de mim no inferno logo logo. -disse ao lado dele. 
Eu: O QUE VOCÊ FEZ COM ELE?-estávamos agora no corredor deserto e gigante do meu andar. Deve eu esperava tudo mesmo. Estava sendo segurada pelo cara enquanto Zayn estava na minha frente. Se eu mirasse bem conseguiria acertar um cuspe na cara dele. 
Zayn: Então eu vou te falar princesa. 
Alex: Fala pra ela, cara. -disse como um palhaço retardado rindo, mas suas mãos não se afrouxaram de mim. 
Zayn: O seu querido David, apostou você. 
Eu: Como é que é?
Zayn: É, ele apostou você que nem um objeto qualquer, um lixo, você não é nada pra ele. -sorriu. 
Eu: Isso é mentira, me solta!-me esperneei e após o cara que me prendia se retorcer, eu consegui dar um chute em sua virilha e sair correndo pelo corredor o mais rápido que minhas pernas e pulmões podiam aguentar. 
Zayn: VAGABUNDA! VAI PEGAR ELA SEU MERDA!-gritou para Alex que estava no chão se contorcendo de dor. Corri pelas escadas que parecia ser o modo mais fácil de descer até o cassino, a minha mente estava bagunçada e eu só podia ver vários borrões quando saí do elevador. Eu estava tonta. Olhei em volta pela multidão tentando achar o David mas não conseguia encontra-lo em ponto nenhum. Será que tinha saído do cassino? No bar, nem sinal dele. Andei pelo cassino cheio e vi o lance de escadas dourado com uma enorme carpetaria vermelha que dava para fora do hotel, quando tinha descido até a metade, vi David na porta com o rosto inteiro vermelho, perto de um enorme vaso de flores vitorianas. Haviam muitas pessoas ali no estacionamento do hotel saindo e entrando de seus carros. 
Eu: David! -me aproximei e abracei com força sua barriga fechando os olhos. -David, eu te procurei tanto, eu estou desesperada! -mas ele não me abraçou, suas mãos estavam soltas nas suas laterais. Eu lhe soltei olhando para cima para ver seu rosto inchado e vermelho de choro, ele tentou falar alguma coisa mas não conseguiu. Foi então que senti seus braços me entrelaçarem. 
XXX: Aproveitem enquanto podem... -uma terceira voz, veio afiada da porta. Eu e David olhamos para cima para o início da escadaria e Zayn nos olhava presunçosamente. 
David: Não Zayn, não precisa ser assim. 
Zayn: Foi você que fez David. A culpa disso tudo é só sua. -continuou me fazendo franzir o cenho em confusão. -Ou melhor, foi da SeuNome que demorou tanto para cair na minha como as outras, eu só consegui ganhar ela numa aposta? Isso é muito ruim! Eu sempre tiro as suas namoradas, esqueceu? Avisei a vocês. 
Eu: O que aconteceu?
Zayn: Tira as mãos dela. -David me olhou com os olhos brilhantes, mas não obedeceu. -TIRA AS MÃOS DE MERDA DELA DAVID. 
David: Não dá, você não pode fazer isso, é ridículo. Por favor...
Zayn: -Você está implorando pra mim? -riu - Isso é nobre Dav, AGORA OBEDEÇA PORRA. -me puxou com força fazendo meu corpo desgrudar do de David. Sua mão agora estava segurando firme o meu pulso e com o olhar ele zombava de David. -Só pra você saber, antes de irmos, eu vou esclarecer as coisas antes que você chore que nem uma garotinha para ligarem para sua mamãe. O David apostou você e EU ganhei o jogo, porque não tem ninguém que ganhe de mim num cassino. Então agora você é minha propriedade. Entendido?  
Eu: QUE MERDA É ESSA? DAVID? É verdade?
David: Desculpa SeuNome, me perdoa.
Eu: Filho da puta!-dei um empurrão nele mas Zayn quase não deixou eu me soltar. 
Zayn: Esmurra ele, SeuNome, desconta toda a raiva que você está sentindo. 
Eu: Não me diga o que fazer. -lhe empurrei com mais força do que fiz no seu irmão, mas após ir para trás ele me prendeu com os braços. Me puxou para o meio do estacionamento mas eu vi que David nos acompanhava, resmungando algumas coisas e tentando impedir seu irmão doente mental de me tratar como um objeto. 
Eu: AI! ISSO DÓI MERDA. 
David: Para com isso agora, Zayn. Não tem a menor graça, já passou dos limites. -os amigos dele vieram da porta correndo até nós, eles nos olharam confusos mas logo se aproximaram. 
Zayn: Nós vamos agora. -tentou sair dali mas David revidou me puxando pela minha mão livre, foi então que Frank tirou uma arma do casaco apontando pra ele. Zayn riu. -Não precisa disso.
David: Não vai levar ela. E seu amigo não vai atirar em mim. -ele estava com medo e mostrava isso no tom de voz, eu suava frio enquanto sussurrava pra mim mesma que a arma era falsa.
Zayn: Tchau David. -me puxou novamente, mas então ao interferir pela segunda vez, ouvi um disparo tão alto que me fez gritar automaticamente com o som. Vi David cair de joelhos e em sua camiseta surgir uma mancha vermelha que crescia a cada milésimo de segundo. Meus olhos estavam arregalados e imóveis. A arma era de verdade! A reação de Zayn foi nenhuma, ele parecia estar paralisado olhando o irmão perder cada vez mais sangue. Frank jogou a arma no chão assustado não acreditando no que tinha feito, eu comecei a gritar por ajuda mas então vi uma mulher que passava do meu lado discar para a polícia. A mão de Zayn afrouxou do meu braço e enquanto ele parecia em choque parado no mesmo lugar, eu me ajoelhei do lado de David que sangrava sem parar e gritei. Gritei de pavor, aterrorizada com o que via na minha frente. Meu namorado estava morrendo. Logo vi que alguns seguranças do hotel saíam na porta para ver o que estava acontecendo e pude ouvir ao longe uma sirene. Num movimento rápido Zayn me puxou fazendo-me levantar e me arrastou até seu carro ali ao lado enquanto eu gritava o nome de David que não se mexia mais no chão e haviam várias pessoas envolta. Parecia tudo misturado na minha cabeça, meus gritos, as luzes da cidade borradas, a falação das pessoas e a sirene que se aproximava cada vez mais enquanto Zayn me fazia entrar no carro no banco do carona. A porta fechou e eu berrei. Ele deu a volta muito rapidamente e entrou, arrancando o mais rápido possível dali, entrando na estrada pelo centro de uma Las Vegas caótica. Meu coração batia muito forte quando e eu não conseguia ficar parada no banco, o que tinha acontecido? Eu queria conseguir processar. David...eu estava ofegante.
Olhei pelo espelho retrovisor quase sem respirar, eu tinha visto meu namorado levar um tiro na minha frente, será que ele ia ficar bem? Será que alguém daquelas pessoas tinham ajudado ou o tirado dali? Eu não não sabia. Minha única certeza naquele momento era que agora a polícia estava nos perseguindo.

CONTINUA...
Amores!
Eu sei que ficou meio pequeno comparado aos outros capítulos, eu tive que escrever rápido porque minha família fica me chamando toda hora, tá um inferno a minha casa. Mas enfim, aqui está o capítulo, espero que não estejam bravas comigo, ando muito ocupada com curso e provas ultimamente. Eu vou sair agora, assim que voltar vou escrever o 10 (que é bem continuação desse, com a perseguição) pra vocês! Beijão, gatas

8 comentários:

  1. Mds, mds, dsms! que perfeição! Você explica as coisas tão bem, está tudo super realista. O Zayn realmente deve ter ficado bem triste já que não mostrou nenhuma emoção. Tadinha da sn, coitado do David, mas eu ainda acho que ele traiu a sn com a Madison. E o Rick kkk muito engraçado eles conversando. Tudo está perfeito! Continua que vai começar ação agora ehueheuhe
    Beijos EU NÃO VIVO SEM ESSA FANFIC. CONTINUA!

    ResponderExcluir
  2. Tadinho do David gnt enfim mais tempo com o mal do Zayn kkk continua curiosa hehe

    xoxo Duda

    ResponderExcluir
  3. Mda, Mds, Mds, que divoo tá essa fic continua logooooo com isso eu tô amando tô até ansiosa pro próximo capítulo :3 ♡

    ResponderExcluir
  4. Mda, Mds, Mds, que divoo tá essa fic continua logooooo com isso eu tô amando tô até ansiosa pro próximo capítulo :3 ♡

    ResponderExcluir
  5. Cara perfeitoo demaiizz .. chorei com o tiro .. Continua please Diva
    aaaaaaaaaaaaaaah curiosa aqui :3

    ResponderExcluir
  6. Contt amore to morta sei como é dificil postar mais pfvvv posta o mais rapido possivel

    ResponderExcluir
  7. To mto loca pra qe os dois fiqurm juntos to amando esse lado do zayn ♡

    ResponderExcluir
  8. Caralho que.foda chorei no tiro,mds q perfeição continua!!!

    ResponderExcluir