Unfaithful - Capitulo 14

| | |
- Desmascarados pela arte. 

Louis P.O.V’s

Estávamos todos conversando numa boa na sala da Perrie, até eu receber uma mensagem. Era a Eleanor. Na mensagem, ela dizia que precisava falar urgentemente comigo, e que estava precisando de ajuda naquele momento. Eu sei que não devia ir, mas, o que eu vivi com a Els, foi algo muito importante, tanto que eu nunca a esqueci até hoje, mas, isso não vem ao caso. Peguei o carro, e fui até o seu apartamento. O porteiro me conhecia, então, me deixou subir sem precisar ligar para a Eleanor. Bati na porta, curioso para saber o que aconteceu, e ela abriu a porta rápido.

- Louis! – Ela parecia tensa. Puxou-me para dentro do apartamento, e ele estava, todo revirado.
- O que aconteceu aqui?  - Perguntei curioso.
- Foi invadido Louis, INVADIDO! Eu estou com medo, eu não, não sei como conseguiram Louis, me ajude... – ela segurava o meu braço, e tremia bastante.
- Mas, como assim, o que eu posso fazer?
- Sei lá, me ajuda, eu não posso ficar aqui, e a Perrie não pode ficar comigo hoje, porque você sabe de tudo mais e .. eu não .. – ela sentou no sofá, colocou as mãos no rosto começou a chorar.
- Você chamou a policia?
- N-não, eu... não sei o que fazer, e, o que a policia poderia fazer? Eles invadiram a meia hora, não tem mais nada a se fazer Louis. – Ela soluçava.
- Fica calma, eu estou aqui está bem? Acalme-se. – A abracei.
- Louis.
- Sim?
- Fica aqui essa noite? Por favor, eu não conseguirei passar a noite nessa casa, você pode dormir no quarto de hospedes, por favor, Louis... – me apertou mais forte.
- Ta ok Eleanor, mas, só essa noite. – Cedi.
- Você não sabe como está me ajudando, obrigada Louis, de verdade! – Ela me soltou e limpou as lágrimas. – Eu ainda estou muito nervosa com tudo, eles, eles me prenderam, e, o vizinho me ajudou, e eu ainda estou chocada, com medo... eu vou, eu vou tomar um banho para esfriar a cabeça, fica a vontade. – Ela se levantou e subiu.

Eu estava realmente confuso na hora. Foi tudo tão rápido e maluco que eu mesmo não entendi direito. Cocei a cabeça e liguei a tv. Peguei o celular e mandei um SMS para minha mãe, dizendo que não dormiria na casa dela essa noite. Eu tenho meu próprio apartamento, é claro, mas, minha mãe insiste que eu fique lá em casa de vez em quando. Fui até a cozinha e bebi um copo de água. Voltei e fiquei assistindo algum programa de tv.

- Louis, você quer algo, para comer? – A Eleanor apareceu na escada, e após, se sentou ao meu lado no sofá.
- Não, não, eu estou bem. Obrigada. – Sorri, direcionando depois, meu olhar para tv.
- Louis, acho que, devemos conversar. Nossa história é algo bem mal resolvido, você não acha?
- Sim, eu acho, e muito. Mas, eu não quero conversar agora.

Eu praticamente voei em cima dela e comecei a traçar uma linha de beijos pelo pescoço. Ela se virou e me fez ficar por baixo, e sentou em cima de mim, agarrando meu pescoço em seguida. Ela começou a me beijar loucamente, e eu cedi. Eu passei as mãos pela suas costas, tentando tirar sua roupa, que quase não escondia nada. Uma camisola rosa transparente curta, e uma lingerie da mesma cor. Bem sexy. Depois que me livrei da maldita camisola, nos deitamos no tapete mesmo, e foda-se o mundo.

Consegui me virar e ficar por cima. Ela lutava contra os botões da minha camisa, e quando conseguiu se livrar dela, quase a jogou na lareira, pois estávamos do lado dela. Mas eu consegui pega-la e joga-la para traz do sofá, depois eu a encontro. Tirei a calça e a joguei no mesmo destino que a minha querida blusa teve. E lá se foi a minha noite maluca, com a minha ex. É, tive um caso com a minha ex, que irônico.

SeuNome P.O.V’s

Inconscientemente eu corri. Passei pelo corredor, pelo salão principal e peguei o elevador que me levariam ao terraço. Ignorei as vozes que me chamavam, passei pela portinha da cobertura e a tranquei por fora. 
- AHHHHHHH!!!!!!!!! – gritei. – Idiota! Burra! Estúpida! – me xinguei até faltar ar nos pulmões. 
Como eu não percebi isso antes? Estava tão na cara que ele tinha outra! Puta merda, ele vai se casar em algumas semanas! Eu fui tão burra, tão cega! Era óbvio que ele não trocaria aquela mulher espetacular por uma como eu. Tão normal, tão comum... E eu me torturando porque tinha um namorado... 
- SeuApelido? SeuApelido, abre essa porta! – ouvi a voz que eu menos queria ouvir nesse momento. 
Eu não iria abrir. Por mim ele morre lá, se esgoelando. 
Filho da mãe. 
Gostoso, mas ainda assim cachorro. 


Harry P.O.V’s


Inventei alguma desculpa e subi para o terraço, e encontrei a porta fechada. Ela deveria estar do outro lado. 
- SeuApelido? SeuApelido, abre essa porta! – pedi com cautela. 
- Vai pro inferno, Harry! – ela gritou com a voz embargada. Meu coração apertou só com a idéia de ter feito ela chorar. 
- SeuApelido, vamos conversar. Abre essa porta, por favor… - supliquei. 
Fez-se um longo minuto de silêncio até que a porta foi aberta bruscamente. 
- Você é um completo idiota! – fiquei parado pra receber o tapa que ela preparou pra mim. E ela bateu. 

Não apenas uma, mas duas, três vezes. E depois extravasou sua raiva me dando vários murros no peito e se sacudia de uma forma até hilária. Ela se acalmou, afastou e cruzou os braços, fazendo um biquinho encantador. 

- Agora que você liberou toda a sua raiva em mim, vai me deixar explicar? – perguntei retoricamente. Eu iria explicar ela querendo ou não. 
- Era ela a sua querida irmã, a que me atendeu no SEU celular aquele dia? – ela perguntou com acidez. 
- Sim, era ela. Eu não queria que você soubesse do meu noivado antes que eu terminasse. 
- Há! E ela era boa demais pra você conseguir terminar, certo? – ela riu ironicamente. 
- Não. Ela não era boa demais. Ela não chega a seus pés, SeuApelido. – sorri satisfeito quando a vi arregalar os olhos e virar o rosto, tentando esconder o sangue que fluía nas bochechas. – Eu terminei com ela. 
- Não adianta nada você terminar com ela agora pra me ganhar, Harry. 
- Eu não terminei agora. Terminei na sexta-feira à noite. Mas ela não aceitou muito bem e me convidou para essa exposição para conversar. Era o mínimo que eu poderia fazer por ela. Eu vim, mas ela ficou enciumada com a forma que você me olhava. Ela acha que ainda tem o direito sobre mim... – suspirei. 
- Explica, mas não justifica. Você tinha uma noiva até poucos dias, Harry! 
- E o que isso importa agora? Eu não tenho mais e eu quero você! Eu escolhi ter você ao meu lado. Eu não queria que você fosse a outra, eu queria que você fosse a minha mulher, SeuApelido! – observei quando ela me olhou com ternura e balançou a cabeça, esfregando os dedos nas têmporas. 

O que pensar sobre isso? Minha SeuApelido beijando outro? Sendo tocada por outro? Na cama com outro? Não... não, não, não! Isso não era verdade... Ela só poderia estar jogando com as minhas emoções... Ela não faria isso... Ela não faria... 
- Sim, Harry, eu 
tenho um namorado. 
- EU SOU O SEU NAMORADO, SeuNome! Você não pode ter dois namorados! – berrei exasperado. 
- Que porra você está falando, Harry?! Você tinha uma noiva! NOIVA!! 
- Quanto tempo? – perguntei, tentando não surtar. 
- Namoro com ele há quatro anos. E morei com ele por 2 anos. – ela respondeu com a voz tremida. 
- Há! Você já morou com ele?! MOROU?! 
-É!! Já morei sim, mas não deu certo! – ela deu um grito histérico. 
- Ok. Só me diga uma coisa. Vocês...? 
- Sim, nós transamos depois que te conheci. 
Foi o mesmo que ter levado um chute no saco. Eu simplesmente não conseguia imaginar minha garota... Com outro... Era demais pra mim... 
Dei alguns passos pra trás e encostei minhas costas na parede. Eu queria gritar. Eu queria estrangular o filho da puta que tocou nela. Mas tudo o que eu fiz foi me virar pra parede e socar com toda a força que eu tinha. Era a única forma que eu encontrei pra aliviar o meu estresse. 
- Você percebe que eu não sou a única infratora aqui, né? Ou você quer que eu acredite que você não transou com a peituda lá? 
- Eu não me lembro quando foi a última vez que transei com ela, ao contrário de você que me parece bem ciente de quando abriu as pernas pra outro! – falei com acidez, mas me chutei mentalmente por ter proferido aquelas palavras. 
- Ora, seu imbecil! Quem você pensa que é pra falar assim comigo? 
- Eu não... Eu não queria falar isso... – parei de esmurrar a parede quando senti os meus pulsos sangrarem. 
- Mas falou, Harry. Porque não termina logo o seu pequeno show? Vamos, diga tudo o que está entalado aí. Que você me acha a pior das vagabundas! 
- Pare de colocar palavras na minha boca. Eu sei que você não é uma vagabunda, SeuApelido. O que eu falei, foi apenas por impulso. Eu não vou mentir pra você e dizer que estou feliz que você tenha estado com outro. E também não sou hipócrita pra afirmar que só você é a errada da história. Eu fui um filho da puta de ter prolongado esse romance duplo por tanto tempo, mas eu tentei consertar, eu tinha feito a minha escolha... 
- E quem disse que eu não tinha feito a minha escolha? Eu não menti quando disse que te amava, Harry! Eu só não sabia como fazer pra acabar o meu namoro. Foram quatro anos, caramba! – ela suspirou derrotada e largou os braços ao lado do corpo. 
- Me perdoe, SeuApelido. Eu queria tanto poder consertar isso… - murmurei com a voz falhada e me aproximei para tomar o seu rosto em minhas mãos. 
- Você sabe que não vai ser possível, não é, Harry? Eu não sei como terminar com meu namorado... Eu não tenho forças... Você acabou de dizer que não gosta da ideia de me ver com outro... 
- Como não tem forças, SeuApelido? O nosso amor não te dá forças suficientes pra isso? – perguntei indignado, juntando nossos corpos e a abraçando forte contra meu peito. 
- Eu sei, mas eu não consigo... Eu não quero que ele sofra... - ela choramingou. 
- Ele vai superar, meu amor... 
- Eu não sei... Eu preciso de mais tempo... – ela sussurrou e eu fechei meus olhos imaginando o que esse tempo extra significaria. Ela e ele, na mesma cama. 
- Não, SeuApelido, por favor… Não me torture assim… 
- Viu? É impossível ficarmos juntos! 
- De quanto tempo você precisa? 
- Eu não sei, Harry... Alguns dias... – ela falou e eu engoli em seco. 
- Você poderia pelo menos tentar não...? 
- Harry, eu não gosto de transar com ele… - ela suspirou – mas às vezes fica difícil driblar... 
- Faça um esforço... Por mim. 
- Você tem certeza que vai querer continuar nesses termos? Eu não vou aturar seus ataques de ciúmes... 
- Eu vou tentar não surtar... 
- Você já está surtando, Harry... O seu pé não para de chacoalhar. Desde quando você tem tique nervoso? – ela falou com um tom divertido. 
- Você não quer mesmo que eu responda, né? 
- Eu tenho que voltar pro salão... 
- Senão o seu namoradinho vem te buscar... – completei com ironia. Ela me olhou com uma expressão dolorida e eu me chutei pelo comentário infeliz. – Foi sem querer... – me desculpei. 
- Então... 
- Então é isso. Nos vemos amanhã no hotel... – falei e selei nossos lábios com carinho. 
Desci as escadas primeiro, pra não gerar suspeitas. Segui pelo salão e não pude evitar a vontade de socar a cara daquele desgraçado...

Heey princesas!! Desculpem não ter postado ontem, é que hoje eu iria viajar, então, foi uma correria, e acabou que não deu certo porque o local que agente previa ir, a previsão ficou de chuvas com raios, e muito temporal, ai adiei para semana que vem. Mas enfim, agora tudo esta esclarecido entre o Hazza e você, mas ainda tem muito coisa para acontecer nessa história não é?! ahusahusa Logo logo postarei o próximo, comentem certo? Beijinhos!
 

4 comentários:

  1. oh my Josh! Caraaaa tah per-fect amei omg o Hazza terminou por mim e espero q eu consiga terminar com o Will haha q vamos admitir eh muuuuito liamdo tbm continua
    by:Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que esta gostando amore!
      É verdade! ashuashua'
      Beijos

      Excluir
  2. Não sei porquê, mas quero que o Harry se ferre, não merece a seu nome

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas flor, o Harry não é o único errado da história.
      Enquanto ele estava noivo, a S/N também tinha um namorado. E o Harry acabou o seu noivado para ficar com ela, e a S/N nem havia terminado o namoro ainda!
      Mas fazer o que não é mesmo? ashuahus
      Tudo bem se você quer que o Harry se ferre huh3 kk'

      Excluir