Unfaithful - Capitulo 04

| | |
- Welcome to London
Mandie P.O.V's

Finalmente. Hoje eu poderia me livrar de tudo.. e de todos. Me levantei da cama, e espreguicei os braços. Olhei pela janela de vidro, o dia estava lindo. Mas eu teria que dizer adeus. Mas mesmo assim, eu não me importo muito com isso, vivi minha vida inteira aqui, e também, eu vou voltar. Peguei meu celular, e tinha uma mensagem da minha tia, Megan. Minha mãe e minha tia tinham nomes parecidos, Megan e Maddie. Por isso minha mãe resolveu seguir a tradição dos meus avós, por isso, Mandie

"Querida, você deu muita sorte. Sua prima SeuNome, estava passando o fim de semana em uma casa de campo, e resolveu ficar mais um tempinho lá. Mas ela já chegou (bem a tempo), o que significa que ela ainda poderá ir te pegar no aeroporto. Estamos aguardando ansiosas. Beijos minha sobrinha." 

Depois responderia a mensagem. Olhei no relógio do celular e levei um susto. Faltavam apenas 1 hora para sair o meu voo. Dei um pulo da cama e fui correndo para o closet me arrumar e terminar de arrumar a mala, que ainda faltava algumas coisinhas.


Vesti a roupa rapidamente, e ajeitei o cabelo de qualquer jeito mesmo. Joguei as coisas na mala e tentei fechar sentando em cima da mesma. Consegui! Escovei os dentes, e peguei uma mini-bag para levar comigo, durante o voo. 

[...]

- Está na hora. - Meu pai olhou o telão e logo em seguida para mim. - Eu vou sentir sua falta, minha filha. - Acariciou o meu rosto, e beijou a minha testa.
- Eu também pai. - Sorri para ele.
- Se cuida minha filha! - Minha mãe me abraçou, me esmagando, mães!
- Eu vou mãe! - Respondi.
- E obedeça a sua tia direitinho, heim? Nada de estripulias. - Ela falou séria. 
- Ai, mãe, até parece que eu tenho sete anos de idade. - Protestei. 
- Para mim, você tera sete anos para sempre. - Apertou minhas bochechas e voltou a me abraçar. 
- Mãe! - Ela me soltou do abraço e me encarou. 
- Te amo minha filha. 
- Também mãe, também te amo pai. - Sorri e ele assentiu. - Vou indo. Tchau!

image

Entrei no avião, com um aperto no coração por ter que deixar meus pais aqui. Mas o importante, é que eu volto. E aliás, fará bem para mim. Eu espero. Sentei na minha poltrona, ao lado da janela, e ao meu lado, tinha uma garota, da minha idade, presumi. Muito bonita. 

- Olá! - Eu falei sorrindo.
- Oi, oi. - Ela falou sorrindo também. - Sou Emily, prazer em conhece-la ..?
- Mandie, o prazer é todo meu. - Sorri. 
- Então, você é da qui mesmo, Mandie?
- Sim. - Sorri. - E você?
- Não, sou de Seattle. Mas vim ficar uma temporada com meu pai aqui, e agora, irei para Londres, ficar com a minha mãe. - Ela apertou os lábios. 
- E você .. mora com quem? - Temi em perguntar.
- Eu moro sozinha. É que eu estudo, na verdade, e eu consegui uma bolsa bacana lá, e resolvi ficar por lá em Seattle mesmo. Já que meus pais são separados, eu divido o meu tempo. - Ela sorriu. 
- Hum, que legal. Você esta estudando para que? 
- Moda. Sabe, eu amo moda. Moda é minha vida, eu amo de paixão a mod... - Ela tagarelava algo sobre moda, e eu só assentia. Ela parou de falar quando pediram para por o cintos, e deram as instruções. E assim o avião decolou, diretamente para Londres! 

[Horas Depois..]

- Eu preciso conhecer a princesa Kate! - Ela foleava uma revista que eu julguei ser de moda. Claro. - Olha esse vestido que ela usou quando foi almoçar com a rainha! - Ela me mostrou a revista com um sorriso bobo, e dava pulinhos na cadeira. 
- "Otelo amava muito desdêmona.." - Li o trecho do livro, olhando para ela. 
- Aluno novo da sua escola? 
- Tô falando das peças de Shakespeare. - Ela assentiu e voltou a ler a revista concentrada. Fiz o mesmo. Eu adorava dramaturgia. Londres é o lugar perfeito para mim, e eu espero que minha prima me leve para conhecer o The Globe
- OLHA só a saia godê que a Kate usou quando foi jogar Golf com o William. Ai que luxo!!! Eu tenho que conhecer essa garota! - Emily apontava a revista para mim. 
- Você deveria conhecer mais o William.. Não o principe, mas William Shakespeare! - Falei para ela. 
- Romeu e Julieta! - Ela sorriu. - Já li e já vi. Já até interpretei na escola. 
- Tem várias peças maravilhosas, mas todo mundo só fala de Romeu e Julieta. 
- Por falar nisso, tenho que mandar uma mensagem pro Leon. 
- Leon? 
- Sim, meu namorado. Ele é um gato, você precisa ver. - Ela sorriu. 
- Mas já é a décima que você manda. 
- Ai, você ta precisando de alguém para mandar dez mensagens heim .. - Ela riu.


- Não tô nada. Estou ótima. - Bufei, sorrindo sem graça depois. Mas ela ainda continuava rindo. - Já perdeu a graça. 
- Não tô mais rindo disso. - Ela me fitou. 
- Ta rindo de quê?
- De nervoso. - Ela mordeu o lábio inferior.

image

- Nervoso? Porque?
- Lembrei que tenho medo de avião. - Ela falou e em seguida uma voz falou "Tripulação, preparar para o pouso." 
- Calma, já estamos no ar! - Falei, tentando passar segurança para ela. 
- Você acha que isso me acalma? - Mordeu os dedos e apertou os olhos. 

[Já no aeroporto..]

- Tô um monstro, cheio de olheiras. - Ela coçou os olhos. 
- Só penso em uma cama agora. - Falei. 
- Num travesseiro de plumas e um lençol com fios egípcios igual o que a Kate deve ter. - Bocejou. 
- Para mim um colchão tá bom. - Suspirei e fomos pegar as malas.
- Será que minhas malas foram extraviadas? - Ela falou aflita. 
- Calma, começou a rodar agora.. Olha a minha ali! 
- AS MINHAS MALAS! Vou ter um ataque! A minha vida estava ali! A MINHA VIDA! Meu casaco Yves San Londan, minha maquiagem M.A.C ..
- Calma Emily, vamos reclamar, mantenha a calma.

Caminhamos até o local onde podia-se resolver os "transtornos" da Emily. 

- Minhas malas morreram, foram assassinadas. - Ela falou desesperada para o atendente. 
- Ela quer dizer extraviadas. "Lost"! Understand???
- Eu não devia ter faltado as aulas de inglês britânico. - Bufou. 
- I Can't undestand.. - O atendente respondeu. 
- "Canundesten" COISA NENHUMA! Quero minhas malas, agoraa! - Ela puxou o atendente pela gola enquanto gritava. 
- EMILY. Pare, solte-o. Você pode ser presa. - A puxei para longe. 
- Eu te empresto umas roupas. 
image
- Obrigada. Mas, eu não quero, sem querer ofender. Eu quero voltar, agora mesmo! 
- Hellooooo! Estamos em Londres, aqui você vai poder comprar mil roupas em mil brechós. 
- Você disse brechó em Londres..?
- Sim. 
- Vamos, amiga! Estou pronta para um banho de loja .. Ér, de cultura! Em Londres! - Ela deu pulinhos.

Já considerava a Emily uma amiga. Ela é divertida, legal, e tem papo. Apesar de ser um "pouquinho", obcecada por moda. Ela me contou sobre sua vida inteira, e nossa! É uma história triste. 

"- Minha mãe é uma alcoólatra. - Ela suspirou. - Vai saber se ela usava drogas, só sei que levava vários homens para casa. E .. quando ela bebia de mais, batia em nós. - Em nós? - Eu questionei. - Sim, eu tenho uma irmã. Eu não me lembro muito dela, não sei onde está, e com quem está. Mas acho que esta em boas mãos! Continuando, os vizinhos, notaram, que era impossível que minha mãe criasse de duas garotas, por isso, fomos levadas para a adoção. Minha irmã foi adotada de cara, pois ainda era pequena, só tinha 4 anos. Como eu já tinha 14 anos, ninguém me adotou tão cedo. Depois de 1 ano, a mesma família que adotou minha irmã, me adotou. Fiquei com eles 4 anos. Mas eu fui adotada por outra família, porque a adoção da família da minha irmã, não estava concluída, por isso, tive que ir embora. Meus pais adotivos se separaram, mas nunca perdi o contato com meu pai. Já que eu moraria com minha mãe "adotiva", e fui embora para estudar, me comunico sempre com ela. E bom, eu sofri muito na minha infância, mas agora, irei provar para mim mesma, que eu serei alguém na vida, mesmo tendo esses vários traumas e marcas nela." 

Depois, a contei sobre minha vidinha um tanto sem graça. Fora a parte do programa (TXF), que ela ficou toda entusiasmada. E assim, o nosso papo foi legal, até que agente dormiu, e quando acordamos, já era hora de pousar. Com ela o tempo passou rápido! 

Minha prima estava me esperando na área de fora do aeroporto. Como estava bonita. Assim que me viu, começou a caminhar em minha direção.


- PRIMA, querida! - Ela me abraçou, o perfume exalava naturalmente dos cabelos negros que escorriam pelas suas costas. 
- Seunome! - Retribui o abraço. - Quanto tempo. 
- Digo o mesmo. - Sorriu, mostrando os dentes branquíssimos. 
- Essa é a Emily. - Apontei para ela. 
- Oi Emily, linda. - Seunome a abraçou. Ela retribuiu. 
- Olá Seunome. - Sorriu tímida.


- Bem, let go? - Ela falou risonha.
- Vamos sim! - Sorri. - Emily, alguém vai vir te pegar aqui? Ou quer que te deixamos em algum lugar? - Perguntei. 
- Minha mãe virá me buscar, obrigada. Ela me mandou um SMS, e disse que esta no meio do trânsito, logo ela chega, pode ir. - Ela sorriu e eu assenti. 
- Qualquer coisa, estou a disposição. - A abracei. - Foi bom te conhecer, Emm. - Sorri. 
- Também Madd. - Ela retribuiu o abraço. - Depois marcamos de sair para conhecer aqui, certo?
- Com certeza. 
- E depois, podemos manter contato por sms, e redes sociais também.
- Claro. - Sorri.
- Pode ir, não se preocupe, sério. Até logo. 

image

- Até, Emm. Beijos, se cuida. - Sorri, e ela acenou. Entrei no carro, e o motorista deu a partida.

Eleanor P.O.V's

Eu estava cansada. De tudo e de todos. Eu não estava suportando. Já não basta ter que aturar o Louis, me atormentando, e reclamando de tudo o que eu faço. Em vez dele tentar aumentar o meu ego, não, ele só quer me deixar para baixo, aoto-estima: 0. Isso cansa, e meu limite já esta quase no 100

- Eleanor .. larga essa bebida. Por favor. - Louis reclamava, em plena 1:00 am
- Louis, cala a boca. Obrigada. - Bebia o wiski, em uma taça de vidro. 
- Eleanor, já não basta ter bebido o fim de semana inteiro? Amanhã você tem aula. - Ele já estava vermelho. 
- IDAI? Ninguém se importa Louis, ninguém.
- EU ME IMPORTO. Eu te amo. Por favor, não faça isso. - Ele colocou as mãos na cabeça e sentou no sofá, respirando ofegante. 
- ARG Louis, vai dar para alguma vadia ai. Eu não me importo. Me deixa, beleza? - Peguei a garrafa e me encaminhei para escada. - AH, aproveita e me esquece. Me exclui da sua vida, não aparece mais aqui, ok? Ah, e deixa a chave que eu te dei com o porteiro, eu quero dormir. Sozinha. A-C-A-B-O-U. - E então, terminei de subir a longa escadaria. 

Louis P.O.V's

Meu mundo havia desabado. Em lágrimas posso afirmar. Como ela teve coragem de dizer aquilo? Com tanta frieza? Eu a amava tanto, com todas as minhas forças. Quer dizer, ainda a amo. Mas, ainda não suporto a ideia de tela longe de mim. Nós fomos sempre tão apaixonados, por que isso agora? Porque? 

Bati a porta do apartamento com força. Meu rosto estava vermelho. Queimando de raiva, de ódio, e de amor. Que merda! Lindo Louis, essas são as tais consequências que você nunca sentiu na vida por amar. Bingo! É como ejacular pela primeira vez. É o primeiro pé na bunda. Sempre ouvia alguém dizer isso, mas nunca havia acontecido, até agora. 

Queria socar a parede, queria morrer. Mas sabia que minha vida tinha que continuar. Eu não ia morrer por causa daquela .. vadia .. que eu já amei. Página virada agora amigo. Quando cheguei em casa, (detalhe: quase quebrando tudo) me joguei no sofá, depois de pegar um copo de água com açúcar. Me deparo com o porta retrato dela comigo, na mesinha que fica ao lado do sofá. Bati a mão forte, o arremessando para longe, e se estilhaçando em pedaços. Eu queria dormir, dormir e esquecer tudo! 

Eaai pessoal? Bem, como eu tinha dito, nos próximos capítulos (antes desse, que eu disse), seria mais voltado para outros personagens. E ai esta. Eu fiz uma coisa bem legal, que me ajuda bastante, é tipo um roteiro. Dai, tudo o que o personagem vai fazer na história, e assim que o personagem for fazendo as coisas, eu vou colocando um traço tipo "vai para londres / conhece a Mendie / vê o blog /" Ai fica bem mais fácil, já que a história do personagem já esta pronta. Bem, é isso. Beijinhos, e comentem!
PS: A Eleanor, esta bêbada, por isso, que ela brigou com o Loui.  Mas conforme a historia anda, vocês irão entender tudinho. 

12 comentários:

  1. Ai que divo. E olha "eu" sou a Megan Fox kkkk :3
    Ai num entendi muito bem a Els e o Lou. Ela disse que ele ele reclamava mas tipo o que eu vi é que ele queria o bem dela. Mas enfim... Continua :D
    -Alana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. k k k Pois é :3
      Bem, a Eleanor estava estressada (com a vida dela), e ela esta meio que "adulterada" por isso ela brigou com o Louis. Só que ele pensa que ela esta "sã", mas na realidade ela esta "bebada". E ele a ama muito. Mas tudo vai se resolver, espere para ver. haha ;)
      Continuarei sim flor!
      Bjs :)

      Excluir
  2. ta otimo... Mais que perfeito!
    posta mais hoje PORFAVOR eu imploro!
    to AMANDO a fic entao continua!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que esta gostando amore!
      Vou tentar ;)

      Excluir
  3. amei a Mendie e a Emily, e são todas tão bonitas e diwas amei a escolha das personagens(principalmente a Demiiiiii muito diwa amo ela),cara eu quero ver por quem a Mendie irá se apaixonar u_u xoxoxoxo continuaaa
    by:Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que ache isso hihi *----------*
      Na verdade, o casal mais fofo da fic vai ser o da Mendie, diva do meu core <3
      É só acompanhar, haha ;)

      Excluir
  4. Perfeito como sempre apenas amando sua fic. Continua!

    ResponderExcluir
  5. Perfeito como semprw. Continua please!

    ResponderExcluir
  6. Very soon this web page will be famous amid
    all blogging and site-building people, due to it's nice articles or reviews

    my blog; coach outlet online

    ResponderExcluir
  7. I loved as much as you'll receive carried out right here.
    The sketch is tasteful, your authored subject matter stylish.
    nonetheless, you command get got an nervousness over that you wish be delivering the following.
    unwell unquestionably come further formerly again as exactly the same nearly very often inside case you shield this hike.


    Visit my web site michael kors outlet

    ResponderExcluir