Mini ID- Louis Tomlinson

| | |

Atenção: Este imagine é hot, então não me responsabiliso se seus pais verem. Tenha uma ótima leitura e espero que gostem!
Você P.O.V’s

   O sol brilhava fortemente, fazendo seus raios de sol atravessarem as cortinas do meu quarto. Hoje seria um diz especial, hoje seria o dia em que meu pai se mudaria para sua terra natal, e claro me levaria. Mas também não posso me esquecer de Emilly, minha gatinha. Me levantei da cama e fui diretamente tomar um banho relaxante, era tudo o que eu precisava. Depois do banho abri meu closet e encontrei a roupa perfeita. Pedi para Mary a empregada da casa trazer um café para mim e para papai, quando chegarmos da viagem encontraremos mamãe no aeroporto, nos esperando com seus casacos de couro. Fui até o quarto de papai e me sentei ao seu lado, observando a paisagem que havia na janela de seu quarto.

Pai: Vai sentir falta daqui? -perguntou meu pai olhando para os grandes prédios que haviam na cidade.
Eu: Sim, vou! Mas também me sentirei bem em Londres, acho que é o melhor pra mim.
Pai: Sei o que passou por aqui, e o que faziam com você na escola não era bom. Você tem sorte de ter começado os estudos cedo e ir logo para a universidade.
Eu: Esse era o sonho da mamãe! Agora eu poderei realiza-lo, sem obstáculos pela frente. Eu acho!
Pai: Tudo vai dar certo, basta você acreditar.

   Sorri para meu pai e Mary chegou com nosso café da manhã. Ela colocou na mesinha que havia no centro do quarto e sorriu, eu e meu pai retribuímos. Ela saiu e eu e meu pai nos sentamos em uma mesa que havia na varanda do quarto, fui até a mesinha em que estava a bandeja e coloquei na  mesa da varanda. Enquanto eu e meu pai comíamos o café da manhã, sentíamos o vento batendo em nossos rostos. Era uma sensação boa, porém, o vento quente do Brasil seria passado pois agora teria que me acostumar com o vento frio e arrepiante de Londres. Quando terminei de comer, ajudei meu pai com suas malas e levei lá para baixo, mesmo estando com seus quarenta anos era doente e precisava de ajuda. E ele sempre poderá contar comigo no que precisar, até mesmo recusando eu o ajudarei.

   O táxi chegou e me ajudou a colocar as nossas malas no carro, e logo partiríamos para o aeroporto. Ajudei meu pai a entrar e o motorista deu partida no carro, dentro de algumas horas estaríamos em Londres.

Louis P.O.V’s

     A turnê a cada dia está bombando, mal posso esperar para chegar em casa dormir e ficar pensando na próxima turnê. Certamente será cansativa, mas o lado bom é que conhecerei países que nunca fui. Deitado em minha cama fico pensando em várias coisas, até no que irá me aparecer pela frente. No meio de meus pensamentos, acabo dormindo, mas sou acordado pela campainha do hotel, poderia ser o serviço de quarto mas não era, era Lauren, minha ficante.

Eu: Lauren? O que faz aqui numa hora dessas?
Lauren: Não se faça de bobo, Louis. Você sabe muito bem do que eu quero.

   Mesmo um pouco sonolento pude ver ela tirando seu casaco e revelando sua fantasia de bombeira, o que a deixava totalmente sexy. Ela me beijou e fomos caminhando até a cama do quarto, onde os beijos começaram a esquentar. Rapidamente ela tirou minha camisa me deixando com o peitoral a amostra. Tirei sua blusa e seu sutiã não era como os outros, eram de renda. Fiquei totalmente exitado e o arranquei de uma vez o resto acho que não preciso comentar, já devem saber o que aconteceu.


Você P.O.V’s
   
   Depois de longas horas no avião rindo com algumas palhaçadas que meu pai fazia, chegamos finalmente em Londres. Era bem mais bonita que eu imaginava, e as pessoas pareciam ser simpáticas. Enquanto observo cada coisa daquele enorme aeroporto vejo minha mãe vindo até mim, junto com ela havia uma mulher, que minha mãe me apresentou, seu nome era Johannah.

Mãe: Acho que você deve conhecer o filho dela, o nome dele é Louis.
Eu: Aquele carinha da One Direction? Conheço, ele me aparenta ser simpático, mas ao mesmo tempo safado e algumas vezes sem educação.
Johannah: Creio que quando o conhecer vai gostar dele. E quando for andar com ele tenha paciência e se acostume com os micos. -pelo jeito que ela falava ele parecia ser engraçado.

   Ri e mamãe ajudou papai a levar as malas para o carro. Ela falou que no momento está morando com Johannah e que algumas vezes Louis vem visita-la, hoje por exemplo. Cheguei lá e ele estava sem camisa sentado no sofá assistindo um filme de ação.

Louis: Quem é ela mãe? -perguntou chegando perto de mim, bem perto.
Johannah: Está é Seunome, ela vai morar com a gente por um tempo enquanto a casa dela não fica pronta.
Louis: Prazer, eu sou Louis! Acho que você já deve me conhecer não é mesmo?
Eu: Sim, conheço! E espero que você seja educado pois não sou legal com pessoas mal educadas. Quantos anos tem Louis?
Louis: Tenho 21. E você jovem?
Eu: Tenho 19, mas isso não vem ao caso. -sorri e ele chegou perto do meu ouvido.
Louis: Novinha viu! Aposto que também deve ser boa de cama.

   Meu sorriso desapareceu após ele dizer isso. Quem ele pensa que é? Ele acha que eu sou uma puta que ele come toda noite? O empurrei um pouco e pedi para ele me mostrar o quarto em que ficaria. Subimos e ele abriu uma porta que havia no final do corredor, na frente do meu quarto havia outra porta. Acho que deve ser outro quarto.

Louis: Etá porta em sua frente é meu quarto, caso queira alguma coisa me procure. -piscou e sorriu maliciosamente.
Eu: Creio que não precisarei de nada que venha de você.

   Entrei no meu quarto e joguei minhas malas no chão. Peguei meu celular e comecei a ouvir Green Day. Minha banda preferida! Enquanto escuto música, vejo mamãe abrindo a porta do quarto, ela parecia estar rindo de mim. Por algum motivo ela estava rindo de mim.

Eu: Do que a senhora está rindo? -tirei um dos fones e me ajeitei na cama.
Mãe: Não me olhe desse jeito, eu ouvi o que Louis disse pra você. -continuou rindo, as vezes parece que minha mãe é doida ou algo do gênero.
Eu: E é só isso o que tem a dizer? Não acha que ele foi abusa não?
Mãe: Sim, abusado ele foi! Mas vai por mim, ele é um menino bom. É malicioso algumas vezes mas... O que podemos fazer? Todos os homens são assim... -deu de ombros.
Eu: Ms eu prefiro guardar minha virgindade até encontrar o homem que eu amo. Não quero dar pra qualquer um, ficar grávida e o cara me abandonar com filho e tudo.
Mãe: Ainda bem que você pensa assim, não quero ter uma filha grávida e o pai da criança é um drogado, bêbado e bandido. - Ri. Parecia até que minha mãe queria que eu fizesse sexo com o Louis.
Eu: Mãe, não acha que eu sou nova demais pra falar sobre sexo?
Mãe: Nova demais? Você acha que 19 anos é nova demais? Minha filha você já é de maior, pode muito bem fazer o que quiser. Mas só se você tiver consciência do que está fazendo.
Eu: Sério mesmo que você vai me aconselhar a fazer isso quando eu quiser? -ela assentiu com  cabeça e eu ri novamente.
Mãe: Bom... Era apenas isso que eu queria conversar com você. As irmãs de Louis passarão o final de semana na casa de umas amigas e provavelmente só devem voltar no final de semana. Hoje eu, seu pai, Johannah e Mark vamos para uma festinha que uns amigos nos convidarão. E acho que voltamos amanhã. -Ela se levantou e foi até a porta, mas antes de sair fez questão de me dar outro aviso. - A propósito, caso você se sinta preparada para perder a virgindade hoje tem camisinha no quarto do Louis, todos os sabores!

   Finalmente ela saiu e eu tive paz, voltei a escutar música mas dessa vez preferi ouvir rádio. Estava tocando Try da Pink, eu gosto dessa música, me faz refletir um pouco. Enquanto escuto a músico e fico lendo o livro "Sedução Fatal", acabo adormecendo.
   Acordo com o barulho de algo, o som vinha do andar de baixo. Já era a noite poderia ser Louis que derrubou algo ou caiu. Me levantei e fui ver o que estava acontecendo, ao chegar na cozinha vejo ele caído no chão e um banco também caído ao seu lado. Ele me olhou e eu revirei os olhos.

Eu: O que estava caindo para cair com tudo no chão?
Louis: Tentando trocar lâmpada, esta está quase queimando e seria melhor trocar agora do que trocar quando ela queimar. Acho que me desequilibrei e caí.
Eu: Poderia ter me acordado, assim eu viria lhe ajudar.
Louis: Mas você estava tão fofa dormindo que eu resolvi nem mexer com você. -Fez uma carinha fofa e eu ri.
Eu: Felizmente você não quebrou nada. Eles já foram? -ele assentiu. - A quanto tempo?
Louis: Faz alguns minutos, acabaram de sair. Quer assistir um filme?
Eu: Não seria má ideia! Mas por favor não coloque filme de terror.
Louis: O filme que eu já tenho em mente é muito melhor do que terror. Você vai gostar, eu acho!

   Ele foi colocar o filme e eu fui fazer pipoca. Ele não me disse qual era o filme que ele colocaria, mas eu não estava nem aí contando que não fosse de terror. A pipoca ficou pronta e eu levei para sala. Louis já estava me esperando para dar play no filme. Ao me sentar ao seu lado ele deu play, mas o filme que ele colocou era pior que terror.

Eu: Porque filme pornô? Não poderia ser outro?
Louis: Não, filme pornôs me fazem sentir bem. Você não gosta?
Eu: Sinceramente não! Mas o que posso fazer? A casa é sua eu tenho que assistir o que você assistir mesmo sendo filmes assim.

   Ele deu um sorriso malicioso e prestou atenção no filme. Começo uma parte em que um casal começa a se beijar e os beijos começam a esquentar, eles vão pro quarto e começam a transar. Vejo que Louis começa a se exitar e eu também, eu me sentia com uma vontade de fazer o que eles estavam fazendo. Louis chegou mais perto e virou meus rosto, eu olhei em seus olhos e não resisti, eu o beijei. Ele me deitou no sofá e os beijos assim como no filme começaram a esquentar, senti ele colocar a mãe no meu short e apertar de leve minha bunda. Eu o empurrei um pouco e ele me olhou confuso.

Louis: Aconteceu algo?
Eu: Sim, aconteceu! Louis eu sou virgem, acabei de conhecer você e não quero ser apenas mais uma que você leva pra cama.
Louis: Confie em mim eu não quero te decepcionar!

   Ele me beijou novamente e eu tirei sua blusa. Eu ainda era nova nisso mas digamos que eu não sou totalmente santinha, minhas amigas transavam sempre quando iam para festas e eu gostava de ficar espionando o que me deixa exitada. Bem, eu tinha medo de perder minha virgindade para o cara errado, mas as palavras de Louis me pareciam ser sinceras. Ele tirou minha blusa e ficou olhando meus seios por uns segundos, ele começou a beijar meu pescoço, o que me causava arrepios. 



   Ele abriu meu sutiã e depois ficou acariciando os mesmos me fazendo gemer. Ele fez uma trilha de beijos dos meus seios até meu short, no mesmo instante ele tirou e acariciava minha intimidade ainda coberta.

Eu: Louis, eu posso mesmo confiar em você? -Eu o olhava nos olhos, e ele me olhava como se eu fosse uma pétala de rosa, tão delicada que a qualquer momento poderia se partir ao meio.
Louis: Seria covardia minha fazer você se sentir uma vadia.

   Eu o beijei e tirei sua calça. Inverti as posições e coloquei a mão dentro de sua boxe branca, e comecei a acariciar seu membro. Ele dava alguns gemidos e eu estava adorando aquilo. Ele inverteu as posições novamente, ficando por cima de mim e começou a chupar meus seios. Enquanto isso eu tirei sua boxe e jogando para qualquer lugar do quarto, sem me preocupar onde joguei. Novamente ele fez uma trilha de beijos até minha intimidade, mas dessa vez ele tirou minha calcinha e penetrou um dedo. Eu gemi, e não acreditava no que estava acontecendo, nunca pensei que eu perderia minha virgindade com o Louis. Ele tirou os dedos de dentro de mim e começou a chupar minha intimidade, ele lambia, chupava, mordia, beijava. Era uma sensação maravilhosa. Novamente gemi, aquilo era gostoso, era realmente bom.

Louis: Está gostando? -perguntou parando de chupar minha intimidade.
Eu: Tenho que admitir, isso é bom!
Louis: E vai ficar ainda mais prazeroso.

   Ele me beijou novamente, fazendo eu sentir meu próprio gosto já que eu tinha gozado em sua boca. Ele com cuidado pegou seu membro e me penetrou. No início doeu, mas logo foi passando e se tornou prazer. Quando viu que eu já tinha me acostumado ele foi indo mais rápido, com estocadas mais fundas e prazerosas. Senti que iria gozar e então gozei em seu membro. Ele me pediu pra ficar de quatro e assim fiz, logo ele me penetrou por trás, também doía e quando ele percebeu isso parou e esperou para que eu me acostumasse com ele dentro de mim. Quando me acostumei ele voltou com os movimentos, com estocadas fortes e fundas. Eu gemia de prazer, ele virou meu rosto e começou a me beijar enquanto me estocava. Inverti as posições e fiquei por cima dele, me sentei em seu colo e comecei a cavalgar. Fazia movimentos de vai e vem ele estava adorando aquilo, seus gemidos eram músicas para meus ouvidos. Chegamos ao orgasmo juntos e eu deitei ao seu lado.

Louis: Eu pensei que você era virgem.
Eu: E sou! Mas adorava espionar minhas amigas transando então de tanto ver acabei aprendendo.
Louis: Adoraria repetir qualquer dia. Topa?
Eu: Se a transa for tão boa quanto essa eu topo.

   Ele me pediu para dormirmos com ele dentro de mim, aceitei. Ele pegou seu membro e colocou dentro de mim novamente. Assim dormirmos, de conchinha e ele dentro de mim. 

Como prometido eu trouxe o mini ID. O que acharam do meu hot?
Eu me sinto envergonhada em está escrevendo isso pra vocês.
Eu tive que ler milhares de imagines hot pra poder fazer esse, mas o que acharam? Me digam, eu preciso de opiniões. Obrigada por estarem lendo meus imagines! ;D
 

19 comentários:

  1. Ficou muito demais, muito demais mesmo.
    Você deveria escrever mais imagines!!
    Beijão da Marys

    ResponderExcluir
  2. Olá por favor poderia nós ajudar divulgando um novo blog de dicas para escrever fanfic's ? fora a extras que contêm, downloads de cd's , materiais de edições e entre outras coisas.Afilie-se! Agradeço de coração <3 VISITE: revlonfanfics.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Awn g-zuis *u*
    Que perfect, amei, amei <33
    Divando como sempre *u*

    ResponderExcluir
  4. Ficou mt bom parabens

    ResponderExcluir
  5. Eu sou uma crítica nesta area e posso dizer que vc se superou parabens... Foi o mais perfeito que eu ja li. Continue vc tem futuro.

    ResponderExcluir
  6. Ficou muitooo bom!Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  7. Seria muito foda se escrever imagines desse dinheiro... Kkknkkkkkkkkkkkkk Parabéns, vc escreve muuuito bem!

    ResponderExcluir
  8. #Xonei nesse mini imagine simplesmente P-E-R-F-E-I-TO vc é dimais stéfane

    XXX:Carol

    ResponderExcluir
  9. Meu nome e Esthefany Moreira kkk

    ResponderExcluir