Mini ID- With Harry Styles

| | |


Adicional: Capítulo Hot. Boa leitura.


      Tudo parecia perdido. Até as estrelas pareciam que iriam cair do céu em cima de mim a qualquer momento. Era realmente difícil sentir meu coração pulsando naquela velocidade só de imaginar o rosto dele. Sereno, desejado. Eu o amava. Era noite, fria e incomparável. Parecia mesmo que tinha sido desenhada com cuidado para a despedida, não aguentava mais. 
Estava andando com cuidado pela Londres gelada, com um casaco enorme tentando ignorar o frio que forma irônica vinha de dentro para fora. 

Lembrava-me de três noites atrás, quando desfiz tudo que tinha com ele. Pelo menos, foi o que deve ter dado a entender. Eu saíra pela porta, gritando tudo que estava entalado na minha garganta. Dizendo que o odiava de todas as formas e que ele nunca mais iria me ver. Mas a razão de eu estar voltando pra lá não me tornava fraca. Na verdade me sentia totalmente ao contrário. Porém partida. Não sabia se isso era realmente possível. Abri a porta de vagar, entrei. Lá estava ele, de costas para mim, sentado ao sofá naquela sala escura iluminada apenas pela lareira. Sua roupa continha seu cheiro que me viciava, seu cabelo desalinhado, e ao seu lado, uma garrafa de uísque e um copo pela metade. Tudo e nada. Eu lembrará do que me fizera ir embora.

---------


Ele chegou em casa, novamente tarde. Tinha prometido que dessa vez não seria assim. Eu não briguei. Quando ouvi o barulho da porta corri para abraça-lo ternamente, ele retribuiu me apertando contra seu corpo. Passei a mão pelo seu braço vendo algo diferente nele, ah não. Ele fez de novo.

- Diga que isso não é o que eu estou pensando. Por favor. - seus olhos me encaravam como se pedissem perdão. 
- Me desculpe Seunome...
- Não! Não acredito, outra tatuagem Harry? Você me prometeu que iria parar, já não chega todas essas que tem? Você me prometeu que iria parar com esse vicio!- eu saí correndo, subindo a escadas e trancando-me em nosso quarto. Ouvia as batidas fortes e insistentes na porta que só davam voz a o que eu estava sentindo. Tudo acumulado.
- Me deixe entrar! Olha, eu posso explicar, eu sei que prometi! Mas por favor...agora é diferente....

Eu não havia aberto a porta naquela noite. Não o vi mais, até finalmente tomar coragem para sair secando as lágrimas. Tantas promessas...nunca cumpridas. Atiradas no chão após saírem de sua boca e desaparecerem. Peguei minha bolsa e saí, prometendo que ele nunca mais iria me ver. 

---------

Se levantou e minhas batidas se duplicaram. Eu o amava, infelizmente. Ele vinha até mim, mas não chegava tão perto. Eu podia ouvir meus gritos interiores e tudo mais. Sua voz logo ecoou na minha cabeça, teve coragem de começar a falar com tristeza na voz.

- Você voltou...-me encarava com os olhos brilhantes de qualquer coisa que não chegasse perto de felicidade. -É claro que não foi pra mim. 

Mordi o canto da boca, encarando-o nos olhos e andei até quase fechar o espaço entre nós. Seus olhos subiram e desciam por mim, avaliando-me com um sorriso de canto pelo menos três vezes demorando mais entre minha coxa e decote. Ele fechou o espaço entre nós puxando-me pela cintura, não reagi por um propósito. Juntou nossos corpos me segurando com os braços a minha volta como se fosse apenas uma boneca. Nossos olhos estavam encontrando-se como se estivéssemos lutando por dentro, para ver quem iria ceder primeiro. E não, não seria eu. Nem eu, e nem ele. Coloquei minha cabeça em seu ombro com cuidado, assoprando em seu pescoço quente meu ar frio. Beijei seu pescoço com as minhas mãos subindo e criando um choque entre as linhas de seu rosto, em resposta Hazza me segurou pela cabeça com força, eu sentia um pouco de mágoa em seu jeito. Tentou me beijar, mas afastei-me. 
Ignorei sua expressão confusa, coloquei minhas mãos por dentro de sua blusa sentindo as linhas de seu abdome e ele se arrepiar com meu toque. Com cuidado chegou perto com receio de que eu recuasse outra vez, mas não. Dessa vez eu deixaria que me tocasse. Beijou meu pescoço com toda a calma, como se tivéssemos roubado todo o tempo do mundo para nós. Eu fechara os olhos com lembranças em mente, mais ruins do que boas, embora tentasse me convencer de que meu amor fosse maior e mais forte do que todas as coisas ruins. 

Eu poderia acabar com ele, ali mesmo. Ele me puxou até o sofá, sem se separar de mim, e sentou. Eu desobedeci seu olhar e seu sorriso malicioso. Sentei ao seu lado. Ele agora mais nervoso comigo, se virou e abriu minhas pernas com um movimento só e com toda sua força e se encaixou indo para frente e fazendo seu rosto encontrar o meu. Seus olhos me fuzilavam, e eu o encarava feio ma sem me soltar de seus punhos fortes. Começou a me beijar de uma maneira voraz e colocou as mãos em baixo de mim, apertando nossos corpos como se quisesse que nos fundíssemos em apenas um, em apenas uma pessoa. O que eu sentia era intravesical, uma mistura implacável de sentimentos. Harry desceu a boca para meus seios, eu puxei seu cabelo para cima fazendo com que me olhasse.
Me mexi fazendo-o sentar e eu em cima e na mesma hora um arrepio vindo na minha espinha de sentir sua excitação. Puxei sua blusa de vagar enquanto ele alisava minhas coxas até em cima. Desci minhas mãos até seu membro escondido embaixo de mim tocando-o e o fazendo arfar. Eu sabia o que queria, "Você voltou". Lembrei de sua forma arrogante e desviei de sua boca que procurava a minha. Eu estava muito machicada por dentro para sentir seu beijo outra vez. Ele me deu um tapa na coxa por ter desviado, eu apertei seu abdome e ele ofegou no meu ouvido, senti todos os seus dedos na minha entrada. 

Coloquei de lado todas as mágoas que tinha. Essa noite era um brinde a ele.

Escorreguei de seu colo ficando no chão, abri o zíper de sua calça assistindo seu olhar para mim e então joguei para trás, fazendo com que caísse em cima da mesa e batesse no copo de uísque que refletiu as chamas da lareira. Subi ficando agora acima dele. Tirei minha roupa com cuidado enquanto assistia ele me olhando abafando um gemido, seus olhos mudavam de cor de acordo com a iluminação das chamas. Queimava sobre minha pele. Ele passou as mãos pela lateral do meu corpo e então me puxou para ele. Eu arranquei aos poucos sua boxer, bebi um pouco da garrafa acima da mesa deixando um pouco de líquido nos lábios, ele me beijou e em seguida lambeu os seus com destreza. 
Harry deitou sobre mim deixando seu peso e então começou muito de vagar colocar seu membro dentro de mim, eu me forçava para trás no sofá e gritei. Ele adorava quando eu gritava alto. Alto para todos ouvirem e nos invejarem. Comecei a forçar a penetração apertando as pernas em seu quadril. Saiu de mim e quando entrou novamente sua boca estava no meu ouvido.

- Ela era pra você. -sussurrava enquanto estava dentro de mim. Saindo e entrando de vagar. -Era... a data de três dias atrás. -sua voz rouca tentava me fazer entender algo que eu não estava nem ligando. Ele sempre fazia tatuagens. Chegou num ponto de tatuar uma data qualquer? Eu o odiava, com todas as minhas forças. Enquanto estava por inteiro roçando meu ventre eu arranhava suas costas com força, ele não conseguia mais falar nada. Percebi lágrimas rolarem pelo seu rosto e cair no meu rosto enquanto aumentava os movimentos, ele me encarava com aqueles olhos de fogo.
- Eu desisto. Você é a pior pessoa Harry. E eu sou perdidamente apaixonada por você. -ele me beijava- Eu perdi o controle. -suas lágrimas encostavam meu rosto. - Eu te amo.

Uma onda quente de prazer invadiu meu corpo, parecia que eu iria explodir. Na parede avermelhada pela luz da lareira estavam nossas sombras negras dançando. Ele parecia ter adquirido uma força inumana com aqueles movimentos que parecia me deixar cada vez mais drogada por ele, por seu corpo e pelo que ele me fazia sentir enquanto estávamos encaixados. Fechei os olhos, entorpecida de prazer.


Harry P.O.V’s


Ela estava suada embaixo de mim. Ela estava perfeita. Com os olhos fechados e mesmo assim, tão forte me fazendo continuar. Abriu-os e seus olhos mais escuros me encaravam, eu conseguira controlar tudo que estava acontecendo, tinha conseguido faze-la ceder. Achei que não iria mais voltar, eu não aguentaria. Milhares e milhares de emoções ecoliam no meu interior entre os gemidos abafados, entre as mexas de cabelo dela escorrendo pelo grande sofá. Meu sangue bombeava forte, como se fosse explodir minha caixa torácica. As batidas dela estavam em uma melodia perfeita junto as minhas enquanto meu peito estava grudado ao dela. Seu cheiro, como sentia falta dele, ela havia voltado e eu só queria ele. Não iria contar pra ninguém que sua voz era meu som preferido, que sua risada era minha preferida. 
Dessa vez era diferente. Eu ia fazer de tudo para estar aqui e não causar mais nenhuma decepção. Não conseguia abrir a boca e falar o que eu queria, não conseguia colocar tudo para fora de uma vez. Algo me impedia. Dessa vez não haveria decepção. Dessa vez eu não iria beber, dessa vez não voltaria tarde por estar com outra garota que conheci em qualquer outro lugar, dessa vez não daria em cima de outras e dessa vez não fugiria dela. Eu a amava.

Eu amava tudo, cada pedaço de seu corpo, cada mania estúpida. Cada detalhe de sua personalidade forte, seu jeito de morder os lábios, de mexer no celular quando está com vergonha, de se vestir, de cantar errado. Sua sensibilidade, seu jeito irresistível, sua meiguice. Seus defeitos, a paciência curta, a maneira de ficar brava comigo, seu ciume excessivo. Eu amava cada uma de todas as milhares de coisas que formavam a SeuNome. E iria mudar tudo em mim por ela, tudo. Para vê-la feliz. 
E quando chegasse a manhã, eu contaria o que não consegui ter coragem de dizer. A tatuagem foi feita para ela, quando saí da gravadora naquele dia, estava pronto para pedi-la em casamento. O anel estava no bolso do meu casaco e então passei no tatuador. É claro que me lembrei que ela não gostava que eu me tatuasse toda hora, eu já tinha muitas mesmo. Mas era um vicio. Cheguei a passar Zayn. E naquela mesma noite, saí do tatuador com a data daquele dia. O dia em que a pediria em casamento eu queria que estivesse marcado em mim, para sempre. E agora ela voltou pra mim, nossa vida juntos iria continuar. Eu contaria, de manhã. 


SeuNome P.O.V’s


Ele havia adormecido ao meu lado. Apesar de toda a mágoa que formava uma parede em volta do meu coração não consegui controlar o sorriso que surgiu em meus lábios ao ver Harry de olhos pregados dormindo como um anjo. Passei a mão de leve por seus cabelos e então me levantei quieta saindo de vagar de seus braços que me envolviam, juntei minhas roupas do chão e me vesti. Tirei os olhos dele e subi calmamente as escadas enquanto pensava que já era tarde de mais para nós. Enquanto subia, deixei que todo tipo de lembrança viesse a mim e invadisse meu interior mais profundo. Aquele quarto, aquela cama, onde nossos corpos já haviam se embolado muitas e muitas vezes, onde eu chorei debruçada pela falta dele e onde fui dormir algumas noites sem ver seu rosto. O banheiro, onde eu lembrava das nossas guerras de sabão, quando tomávamos banho juntos e onde eu vomitava de tristeza, após ficar sabendo de notícias dele com outras garotas que vazavam na internet. A cozinha, onde tantas vezes fiz um jantar romântico e acabei apagando as velas sozinha e suspirando por ele estar se divertindo com sua banda. Não era nada fácil ser a namorada de Harry Styles, eu não aguentava o ódio, sendo que um dia eu já tinha sido uma Directioner e chorado pelo meu ídolo assim como elas. Não havia nenhuma lembrança boa naquela casa, sem uma briga no final.

Peguei minha ultima mala que tinha ali. Ele não havia estado em casa tempo suficiente para perceber que eu estava tirando minhas coisas dali a duas semanas. Desci e passei pela sala dando a volta no sofá onde Harry estava, em cima da mesa perto do hall de entrada estava seu casaco preferido com algo para fora. Olhei e era uma caixinha, quando abri havia um anel com uma gravação. " Dia xx/xx/xx, aquele que você se tornará minha" Olhei para baixo com lágrimas nos olhos, elas não deixavam de descer. Fechei a caixa e coloquei sobre a mesa, comecei a escrever o ultimo contato que teria com Harry. Fechei e deixei-o dobrado. Olhando uma ultima vez com a mão na fechadura, para Harry deitado no sofá, eu não conseguia ser forte o bastante para segurar o choro e tentando não olhar para trás para não fraquejar...parti. 


Harry P.O.V’s

Abri meus olhos de vagar, senti meu peito gelado. Onde ela estava? Senti um frio repentino por todo meu corpo. Olhava em volta e tudo estava em absoluto silencio. Em cima da mesa principal onde havia deixado a caixa que daria a ela, agora via um papel que peguei abrindo com cuidado. As letras estavam borradas, deduzi que SeuNome estava tremendo enquanto pressionava a caneta no papel, o uísque molhava-o como se estivesse chorando.

Gostaria que tatuasse esse dia,
o dia em que deixei de ser sua.
Eu te amo.
Desisto.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Notas: Espero que gostem desse MiniID, ele é na minha opinião, diferente dos outros. Eu adorei e espero que gostem também. Foi escrito por uma grande amiga minha que acompanhava meus fanfics a um tempo e então pediu se poderia escrever um para vocês. Eu deixei, ela é demais. Meu enorme agradecimento a Anna Beatriz. Sigam ela: @1doida_cupcake
Deem um beijo em suas mães e as lembrem do quanto são bonitas. Boa noite,
Lizzy.

29 comentários:

  1. Que perfeito... Chorei, desculpa tá?

    ResponderExcluir
  2. Que lindo *-* chorei, desculpa ta?

    ResponderExcluir
  3. De uma certa forma é triste o final e tals né ?
    Mais é lindo tbem *u*
    Julliana Stocco xx

    ResponderExcluir
  4. Perfeito, amei muito esse imagine *-*

    ResponderExcluir
  5. Nossa que perfeito, eu chorei lendo esse imagine, simplismente perfeito, amei amei amei de mais.......Melhor imagine de toda minha vida.

    ResponderExcluir
  6. Mrs. Horan com Swag14 de maio de 2013 09:40

    Eu amei de mais, um grande parabéns a autora e a lizzy por ter postado pra nós, vc duas arrasaram! Quero ler mais miniid, pq as vezes me falta tempo para acompanhar uma fanfic longa então gosto mais assim mas sem tirar a importancia das outras. Está de parabéns e o blog ta maravilhoso assim. Bjus, vou seguir ela.

    ResponderExcluir
  7. Que perfeito, tem razão é realmente diferente dos outros e isso que deixa especial. Amei de mais

    ResponderExcluir
  8. Nossa eu chorei lendo, ameei, parabéns para a autora

    ResponderExcluir
  9. Nossa! Que lindo! Chorei.
    Sabe, eu também escrevo. Estou na minha segunda fanfic, mas eu não tenho blog para postar... Prefiro assim, sabe? Escrevo para as minhas amigas. Amo ler fanfics e imagines. E esse é um dos mais lindos que eu já. Parabéns para autora. Continue escrevendo, garota. Você manda bem.
    Beijos... Nanda Mayer

    ResponderExcluir
  10. Faz a segunda parte...eu amei esse imagine...

    ResponderExcluir
  11. Oi,leitora nova aquiii O/ faz uma segunda partee.

    ResponderExcluir
  12. Ameeei,mas concordo com as minas aí em cima,poderia ter segunda parte hein...Enfim amei!<3

    ResponderExcluir
  13. choreii..muito lindo,você tem que continuar

    ResponderExcluir
  14. Choreii e muito lindo geite não conseguir não chora e pra piorar na hora que começo aler toca Kiss Me do Ed Sheeran aii não da :'(

    ResponderExcluir
  15. Muito bonito..Ainda não consegui parar de chorar..Nunca li um tão bonito..

    ResponderExcluir
  16. continua mds <33333333 :(

    ResponderExcluir
  17. tem continuação ? ai triste o fim mais lindo

    ResponderExcluir
  18. Não curti o fim! Cara, mto triste :( pq vc faz isso com o Harry! :'(

    ResponderExcluir
  19. Simplesmente perfeito.
    É triste sim, mas é muito real, muito possivel de acontecer.. entrei no papel da personagem, senti a dor dela! Ficou maravilhoso :')

    ResponderExcluir
  20. Simplesmente perfeito.
    É triste sim, mas é muito real, muito possivel de acontecer.. entrei no papel da personagem, senti a dor dela! Ficou maravilhoso :')

    ResponderExcluir
  21. Meu que perfeito faça mas desse guria

    ResponderExcluir
  22. Chorei enquanto lia :') q perfeitooo

    ResponderExcluir
  23. ficou lindo de mais fofo e hot adorei ...!!!...


    >>>RaFa<<<

    ResponderExcluir
  24. Chorei pacas!!!
    By:Tory Sampaio

    ResponderExcluir